A solidariedade dos vampiros

Morcegos vampiros – ou hematófagos, numa nomenclatura mais refinada – são morcegos que se alimentam do sangue de outros animais. Estes morcegos costumam ser associados a repugnantes personagens de ficção e em função desta associação são tremendamente difamados. Mas a dinâmica social dos morcegos vampiros é um exemplo para os seres humanos. Continue reading “A solidariedade dos vampiros”

Não houve golpe em Honduras!

Clichês equivocados e uma onda de desinformação estão provocando o repúdio internacional ao que foi um ato de proteção das instituições e da normalidade democrática em Honduras. Não houve golpe militar nem golpe de estado. Golpista era o agora ex-Presidente da República. O novo governo está coberto de razão e foi constituído dentro da legalidade. Continue reading “Não houve golpe em Honduras!”

Direitos Humanos, espantalhos, lobos e ovelhas

Este é um texto que eu publiquei em outro blog logo após a morte de Eloá Cristina Pimentel, estudante seqüestrada e morta pelo namorado em outubro de 2008, ao final de um cativeiro de 100 horas de duração em que a PM paulista cometeu uma série impressionante de erros. Embora o caso Eloá já não seja notícia, resgatei este texto na seção memória porque o raciocínio desenvolvido à época permanece válido.  Continue reading “Direitos Humanos, espantalhos, lobos e ovelhas”

Seção Memória

Os artigos com a tag Memória são reedições de textos meus anteriormente publicados em outros locais da internet que eu decidi republicar para enriquecer o Pensar não dói e reacender o debate. Alguns foram um pouco adaptados e outros são idênticos ao original, não há um padrão rigoroso.

Comente livremente os textos de qualquer data.

Aquecimento Global: alarmismo ou perigo real?

Em praticamente todos os debates sobre o aquecimento global em que participei houve um momento em que meus interlocutores me acusaram de “alarmismo”. Não por coincidência, sempre após eu esclarecer quais seriam as conseqüências previsíveis da continuidade das atuais tendências climáticas e afirmar que “é necessário tomar com urgência medidas drásticas para evitar catástrofes imensas”. Custei para perceber que uma pessoa que não entende a magnitude de um problema não está preparada para aceitar uma solução proporcional – e esta é uma questão de proporções nunca antes enfrentadas pela humanidade. Continue reading “Aquecimento Global: alarmismo ou perigo real?”

Como erradicar a dengue e a febre amarela urbanas!

Os principais métodos de combate hoje utilizados contra a dengue e a febre amarela são ineficazes. Algumas trazem o risco de produzir vítimas no processo de tentar proteger a saúde das pessoas. Outras podem causar grandes impactos ambientais. É lastimável que se insista em estratégias ineficazes ou que tragam riscos desnecessários quando há alternativas tecnológicas eficazes e seguras que poderiam resolver o problema sem riscos – ainda que pareçam um tanto exóticas. 

mosquito Continue reading “Como erradicar a dengue e a febre amarela urbanas!”

Maconha não é porta de entrada para o crack

Se é temerário afirmar que todo usuário de alface se tornará dependente de crack, é quase certo que o usuário de crack experimentou alface antes. Estudo do Serviço Nacional de Orientações e Informações sobre a Prevenção ao Uso Indevido de Hortaliças (Vivahorta) indica que metade dos usuários de alface atendidos costuma utilizar drogas mais pesadas. Continue reading “Maconha não é porta de entrada para o crack”