Ecologia Política de Resultados não se faz com ambientalismo amador

As “campanhas de conscientização” propagadas pelo movimento ambientalista e as atitudes estilo “faça-sua-parte” sugeridas pelos ativistas ecológicos são prescrições anacrônicas de um ambientalismo amador com ilusões de que fechar a torneira ao escovar os dentes pode contribuir significativamente para proteger o planeta, no melhor estilo da história do beija-flor que buscava no rio uma gotinha de água de cada vez para jogar no incêndio da floresta. Este artigo propõe dar um tiro nesse beija-flor diversionista, dinamitar partes da floresta para abrir clareiras que impedirão a propagação das chamas e instalar aquedutos que permitam um combate a incêndio menos impactante e mais eficaz antes da próxima estação seca. Continue reading “Ecologia Política de Resultados não se faz com ambientalismo amador”

Reorganização gera ordem e caos

Pessoal, eu andei reorganizando as categorias (temas) e tags do blog e movi alguns artigos para manter a coerência da estrutura, além de acrescentar algumas tags aqui e remover outras ali. Só depois de promover o terremoto é que eu me dei conta que a cada atualização os leitores que acompanham o blog pelos feeds receberiam uma nova cópia do texto. Mil desculpas pela bagunça, foi falha de principiante. Pelo menos o resultado ficou bom. 🙂 Continue reading “Reorganização gera ordem e caos”

Contrato de Família Escolhida

Contrato de Família Escolhida é uma proposta minha de um novo tipo de contrato equiparado ao casamento, com o objetivo de atender uma série de relações que hoje existem de fato mas não de direito, com a devida extensão de direitos aos integrantes da nova unidade familiar, qualquer que seja sua estrutura. Continue reading “Contrato de Família Escolhida”

Pesquisa Fracassada

Com o objetivo de lançar uma campanha de cooperação internacional para garantir a segurança alimentar no planeta, a ONU fez uma pesquisa na qual enviou uma carta para o parlamento de cada país com a seguinte pergunta:

Por favor, digam honestamente qual é a sua opinião sobre a escassez de alimentos no resto do mundo“.

A pesquisa foi um grande fracasso. Sabem por quê?

Os europeus não entenderam o que era “escassez”.
Os africanos não sabiam o que era “alimento”.
Os cubanos não conheciam o termo “opinião”.
Os argentinos não compreendem o significado de “por favor”.
Os estadunidenses não imaginam o que significa “resto do mundo”.
E o congresso brasileiro não tem idéia do que seja “honestamente”.

    Sexualidade ou tara?

    A sexualidade é uma característica inerente ao ser humano, bela, saudável, merecedora de atenção e cuidado, e as diferentes sexualidades merecem igual tratamento por parte da sociedade, não sendo cabíveis discriminações em função da representação numérica (ou seja, não cabe estabelecer que o que a maioria faz é mais saudável, adequado ou correto do que aquilo que é praticado somente por uma pequena fração do todo). Continue reading “Sexualidade ou tara?”

    Como fazer o seu casamento durar

    O texto abaixo abaixo anda circulando pela internet em inúmeros blogs, fóruns e sei-lá-o-que-mais, com ligeiras variações, por isso não é possível atribuir a autoria, mas não é meu, por isso não vai em verde. Fiz questão de guardá-lo no blog para relembrar o bom tempo da sabedoria dos antigos. 😛 (Se você quiser ler sugestões mais modernas e realistas de “como fazer seu casamento durar”, veja o quadro ao final do artigo.) Continue reading “Como fazer o seu casamento durar”

    É pra funcionar ou é pra ficar de frescura?

    Eu gosto de soluções radicais: se é para funcionar, é para funcionar. Então, às vezes proponho coisas que são tecnicamente razoáveis mas que não são aceitas por serem consideradas “politicamente incorretas”. Minha opinião sobre isso: politicamente incorreto é colocar um monte de frescuras acima da vida. Não consigo entender essa lógica absurda. Continue reading “É pra funcionar ou é pra ficar de frescura?”

    Agentes da Compaixão Solidária nos Reeducandários

    De tanto ler apologia à vingança e à barbárie nos debates sobre como deveria ser o tratamento dos detentos em nosso sistema prisional, pus-me a imaginar como deveria ser o perfil profissional e a atuação cotidiana do profissional que hoje chamamos “agente penitenciário”. O resultado foi este pequeno texto, escrito de modo provocativo para se contrapor aos arautos da truculência, mas com um grande conteúdo de verdade. Quem gostou do artigo “Batalha entre duas generosidades” vai gostar deste aqui também. 😀 

    Two_men_walking_on_the_beach Continue reading “Agentes da Compaixão Solidária nos Reeducandários”