Acabou de passar no Jornal Nacional: ocorreram doze amputações de dedos de crianças causadas por carrinhos de bebê da marca Maclaren nos EUA. A empresa fez um recall sem trocar os carrinhos, oferecendo porém um protetor para ser colocado em torno da dobradiça perigosa. O “detalhe” é que isso só será feito nos EUA. Para os consumidores de seus produtos no resto do mundo, ao invés de proteção, a empresa deu uma banana. 

Nos EUA a empresa solicitou aos consumidores que parem imediatamente de usar seus produtos até que eles sejam reparados. No resto do mundo… ora, quem se importa com os dedos das crianças do resto do mundo, desde que continuem comprando seus produtos sem encher o saco reclamando de “pequenos acidentes”?

Além do risco de amputação, é fácil ocorrer beliscões que arranquem pequenos pedaços de pele ou mesmo da carne dos dedos das crianças, pois as dobradiças ficam expostas e ao alcance dos movimentos delas.

Procurei a notícia na internet e encontrei uma notícia do Estadão Online que traz uma lista dos modelos perigosos: Volo, Triumph, Quest Sport, Quest Mod, Techno XT, Techno XLR, Twin Triumph, Twin Techno e Easy Traveller.

ATENÇÃO: vários destes modelos são vendidos no nosso mercado, verifique se o carrinho do seu bebê é de um destes modelos e providencie uma proteção adequada para (eliminar) reduzir o risco de amputação dos dedos de seu filho.

Seu carrinho de bebê é de outra marca? Não relaxe. Segundo disse o William Bonner no JN, a Maclaren é a maior fabricante de carrinhos para bebês no mundo. Se eles fazem esse tipo de porcaria, imagine os outros.

O que eu sugiro:

Verifique se as dobradiças ficam ao alcance da mão da criança, coloque uma proteção ao redor das dobradiças (um envoltório de feltro grosso preso com velcro pode ser feito em casa mesmo por quem não tem qualquer habilidade em costura) e evite abrir e fechar o carrinho próximo a crianças.

E pare de comprar cacarecos feitos na China.

3 thoughts on “Você tem um carrinho de bebê?

  1. “Carrinhos de bebê da marca Maclaren” ficou ótimo. 🙂 São os carrinhos que são da marca Maclaren, não os bebês, certo, gente? 😛

  2. aaahhh, táááá…
    eu estava achando que ‘carrinho de bebê’ era um daqueles carrinhos que a gente encontra na porta do estádio, com o pessoal vendendo cerveja!

    Deve ser porque é novembro… 😉

  3. Somos consumidores,mas ainda não aprendemos como fazer compras.Com criança,idoso e doente….todo cuidado é pouco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *