Naturismo é uma filosofia e um modo de vida em harmonia com a natureza, caracterizado pela prática da nudez social, que promove a auto-estima, o respeito próprio, pelo próximo e pelo meio ambiente. A aceitação plena do ser humano pleno inclui seus aspectos biológico, psicológico, social e espiritual e se expressa pela vivência da nudez social e de relações sociais igualmente despidas de preconceitos, malícia e prejulgamentos. Naturismo não é portanto o simples ato de despir-se das roupas, mas de despir-se das máscaras sociais e aceitar o próximo em sua plenitude, mantendo o respeito, o espírito fraternal e a harmonia com o meio.

[400px-Naturista.jpg]

Os benefícios da vivência naturista

O naturismo faz bem às pessoas: promove o aumento da auto-aceitação e da auto-estima. Ao despir-se das máscaras sociais – das quais as roupas são o símbolo mais poderoso e característico – a primeira pessoa com quem entramos em contato é com quem somos. Junto com os panos, guardamos na mochila a ansiedade pela aprovação estética e a obrigação de desempenhar qualquer outro papel social que não o de sermos nós mesmos, sem nenhum pudor por nossa humanidade.

O naturismo faz bem à sociedade: promove o aumento da qualidade das relações sociais. Pessoas despidas de máscaras sociais encontram umas nas outras uma disposição muito maior para o diálogo amigável e para a construção de novas amizades. Este é o mais curioso dos efeitos naturistas, ainda não totalmente explicado pela ciência mas perfeitamente sensível em qualquer ambiente naturista.

O naturismo faz bem ao meio ambiente: promove o aumento da sensibilidade e da capacidade de usufruir das belezas naturais. Tomar um banho de mar ou de açude, deitar-se ao sol ou simplesmente olhar em volta e apreciar o verde da paisagem e o sorriso dos amigos torna-se muito mais prazeroso e traz muito maior contentamento quando nos sentimos em harmonia com o meio, e este é um dos mais belos presentes do naturismo.

Naturismo é saúde integral para todos

A liberdade de movimentos, o conforto, a higiene, a redução do estresse, tudo isso é estimulado no ambiente naturista e promove a saúde em todos os níveis: mental, físico, social, espiritual, ambiental.

Crianças que crescem em ambientes naturistas desenvolvem na adolescência uma sexualidade saudável, livre de fetiches e de curiosidades mórbidas. Adolescentes que freqüentam ambientes naturistas lidam com maior tranqüilidade com as alterações corporais da puberdade. Adultos naturistas se afastam do estresse mesmerizante da rotina urbana. Idosos naturistas se mantém mais ativos e saudáveis, o que contribui para maior lucidez e longevidade.

O naturismo faz bem para o corpo, a mente e o espírito das pessoas de todas as idades, sem qualquer contra-indicação, independentemente de sexo, raça, crença, classe social ou de qualquer outra suposta divisão entre os seres humanos.

Postado originalmente no blog Chupando o Tao da Barraca em julho de 2007. Revisto e ampliado em novembro de 2009.

23 thoughts on “O que é Naturismo e quais são os benefícios da prática naturista

  1. É verdade, se for pensar por esse lado, o naturismo só tem benefícios. O problema é que sempre tem tarados, pedófilos, hipócritas, debochados, ciumentas, barraqueiros que estragam toda uma prática de qualidade de vida como essa!

    bjo

    1. Rê, olha por outro ângulo: nós todos já convivemos com pessoas com estas características, porém sem conseguir identificá-las até que comecem a criar problemas. No ambiente naturista, porém, em função destas características, ou elas não entram por conta própria ou são muito mais facilmente desmascaradas em função da afetação de seu comportamento, aumentando nossas chances de nos afastarmos delas antes que comecem a criar problemas.

  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Nao consigo imaginar o Arthur peladao numa praia naturista!

  3. Seria a visão do inferno… argh!

  4. Êta povinho metido a engraçadinho…

  5. Eduardo Marques

    01/01/2010 — 22:06

    Veja bem, eu vou completar 19 anos em março. O que acontece se a “barraca” “armar” ao passar alguém atraente por perto? Tá meio ruim, heim.

    1. Eduardo, isso até pode acontecer, mas é pouco provável.

      Nos primeiros momentos os novatos estão tão apavorados com a possibilidade que o próprio temos já inibe a fisiologia da ereção.

      Depois de acostumar com o local, não rola excitação sexual com a visão da nudez, porque o ambiente não é erótico.

      Porém, mesmo que o teu temor se concretizasse, não haveria grande problema: bastaria comportar-se de modo natural e respeitoso, as pessoas percebem claramente a diferença entre uma ereção involuntária e um ato libidinoso inadequado ao ambiente.

      Especialmente no caso dos jovens novatos no ambiente, todo mundo compreende que o mais constrangido é sempre o indivíduo que tem uma ereção involuntária e ninguém fica criando caso por isso. Em geral o pessoal simplesmente ignora o fato, na pior das hipóteses alguém pode sugerir discretamente um banho de mar pra esfriar “os ânimos”. Fica tranqüilo. 😉

  6. Olá amigos, olá Arthur. Fico bastante feliz em encontrar um espaço como este tão gostoso de se conversar sem agressões como se costuma ver por ai. Bem, hoje eu tenho 56 anos de vida, e poderíamos dizer quase 56 anos de Naturismo também. Quanto a qualquer tipo de preocupação aos novatos eu posso assegurar por muita experiência que isso é só mêdo interno na pessoa que começa a vivenciar o estilo de vida naturista. Claro, com toda a razão, a vida inteira conviveu nesta sociedade cheia da tabus e malícias, e dogmas impostos a partir do seu nascimento. Para mim foi mais fácil entrar na filosofia, porque eu fui criado dentro da cultura europeia, mesmo assim ainda cheia de tabus, mas aceitam com mais naturalidade o nudismo. Uma vez que qualquer pessoa de bem procura uma sociedade, fará tudo para agradar essa sociedade e se deixará aprender e absorver tudo que ela oferece. Só então depois disso fará uma análise propria para ver se é isso mesmo que ela procurava. Nesse contexto a pessoa não fará nenhuma ação que a desabone, e claro todos naturistas entenderão suas atitudes. No Brasil ainda existem alguns tabus mesmo entre naturistas, que difere de outros paises da Europa no que diz respeito aos naturistas homens (sexo masculino). Na Europa em todos os lugares em que frequentei ninguém está nem ligando se voce está ereto ou não, e não te chamam atençao por isso. Já aqui o pessoal, talvez pela própria cultura fica mais preocupado com a ereção dos outros em vista de sua familia estar presente. Culturas diferentes, mas todos compreendem muito bem quando uma pessoa está com segundas intenções no meio. Eu vi muitos adolescentes meninos brincarem entre si, correndo, jogando água uns nos outros, e coisas de criança, e vários nessas brincadeiras acabavam em ficar com ereção total, ninguém nem dava bola e a coisa voltava ao normal quase instantâneo. Também nunca percebi nenhum menino com ereção ficar constrangido por isso. Aqui é um pouco diferente nessa parte, mas te garanto que você Eduardo ficará surpreso, pois o que você imaginava acontecer não aconteceu. É isso, meus parabéns pela organização e o respeito aqui existente.

    1. Delmonte, eu também não acho que uma ereção seja grande problema, desde que não ocorra exibicionismo ou assédio. Muito pior é o constrangimento provocado por quem aponta e critica. Mas ainda temos muito que evoluir até chegarmos a tratar com verdadeira naturalidade nosso corpo e as seu funcionamento normal e saudável.

      A absurda segregação que certos ambientes supostamente naturistas impõem aos homens solteiros é a maior prova de que a cultura naturista brasileira ainda é muito limitada. Afinal, ninguém tem o direito de limitar o direito de terceiros a freqüentar um ambiente público em função de estado civil. O que me preocupa, porém, é menos a ilegalidade do fato e mais o quanto este fato demonstra que os naturistas brasileiros compreendem pouco da filosofia naturista.

      Ainda falta muito para atingir o nível cultural europeu e a qualidade dos ambientes naturistas europeus. Tomara que um dia a gente chegue lá. Precisamos de mais gente divulgando e praticando a filosofia naturista para qualificar nossos ambientes naturistas.

  7. Diógenes Mira

    11/05/2010 — 21:07

    Gostaria de agradecer pelo texto e dizer que estou divulgando a ideia e esta pagina com um texto tão esclarecedor.

    Existem comunidades naturistas dentro da grande são paulo?

    abraços!!

    1. Existem diversos locais naturistas nesta região. Uma procura no Google com os termos “naturismo” e “São Paulo” traz vários resultados.

  8. Talita Maia

    05/07/2010 — 08:27

    oi Arthur…
    andei lendo algumas coisas q vc escreveu e tenho gostado muito…
    gostaria de conversar melhor com vc sobre o naturismo
    ja vistei prias, mas quero mais…
    quero levar minha filha de 6 anos q ainda nao conheçe o naturismo, quero apresentar
    esse mundo maravilhoso do naturismo pra ela…
    mas algumas coisas me preocupam…
    entao se puder me add pra gente trocar uma ideia…
    o msn é o mesmo do email ai…
    braços!

    1. Crianças são naturistas por vocação, nós é que as estragamos inventando vergonhas e tabus. Crianças que crescem em ambientes naturistas não desenvolvem fetiches nem fixações doentias relativas ao corpo humano e à sexualidade. Tudo que é necessário é agir com naturalidade e cuidar para que todos se comportem de acordo com as Normas Éticas do Naturismo quando estiverem em ambientes públicos.

  9. bom dia,meu amigos.

    tenho muita vontade de conhecer uma praia naturista.mas o motivo e medo.pois sou professor de educação física e trabalho com crianças,ja pensou se os pais dessas crianças cdescombrem? e a instituição que trabalho tambem descobrem.

    1. Laércio, se te discriminarem por ires a ambientes naturistas, é um favor que te fazem. Aproveita pra te afastar dos que se revelarem ignorantes e preconceituosos a este ponto.

      E taca neles um processo de indenização por danos morais e materiais por terem usado informações irrelevantes da tua vida privada com o objetivo de te prejudicar profissionalmente.

  10. Oi, Arthur, nem fica nervoso com mente baixa de alguns engraçadinhos, que adoram ficar pelados também, eles só ainda não entendem por causa de preconceito mesmo. Ele um dia vai ficar velho e acredito que nem chega na velhice morre antes, quem é naturista tem uma vida mais natural e portanto vivem muito mais. A mente de uma pessoa como essa é tão minúscula que eles precisam ficar pelados muito mais que os naturistas, eles precisam ficar pelados dos preconceitos e da vergonha, livre deegos doentios.

    1. Bem por aí. 🙂

  11. Carlos souza

    17/09/2015 — 18:43

    Parem de ser burro. Tudo isso não resulta em nada. Um dia vamos morrer para quer isso.

    1. Ué. Se vamos todos morrer, por que não aproveitar para viver mais e de modo mais saudável enquanto é possível?

  12. estou pesquisando sobre o naturismo para apresentar um trabalho da faculdade sobre turismo naturista… e lendo alguns comentários achei interessante as colocações e também fiquei muito curioso e conhecer um pouco mais afundo sobre essa prática tão linda.

    1. Vale a pena conhecer locais naturistas. Tenta o congresso de surf naturista de Tambaba!

  13. Bom Dia , uma opiniao pessoal minha é que se uma pessoa que está pensando em frequentar o naturismo ficar com pensamentos obscenos se vai acontecer isto ou aquilo !!! é melhor não ir pois lá é um lugar familiar onde as pessoas de respeitam e estão lá apenas para se divertir com seus familiares e amigos .

    1. Isso seria o ideal. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *