Como privatizar os presídios e penitenciárias com ótimo resultado!

Eu sempre fui o maior opositor do mundo às privatizações, até que me tornei funcionário público. Depois de conhecer a realidade do serviço público, em que todo mundo só quer saber do seu salariozinho no final do mês, e está pouco se lixando com a economia de recursos, a qualidade da gestão e a excelência no atendimento, eu quero mais mesmo é que seja tudo privatizado. Cheguei à conclusão que o lucro do capitalista sai mais barato que a ineficiência administrativa, o descaso com o dinheiro do Estado e a completa falta de iniciativa e resolutividade do (des)serviço público. Continue reading “Como privatizar os presídios e penitenciárias com ótimo resultado!”

Perguntas, dúvidas, curiosidades e opiniões sobre o naturismo, nudismo ou FKK

Pessoal, alguns amigos me pediram para escrever mais um artigo de divulgação sobre o naturismo. Como eu já escrevi o artigo “O que é Naturismo e quais são os benefícios da prática naturista“, no qual apresento o conceito de naturismo e as vantagens de viver este saudável estilo de vida, acho mais interessante postar um artigo com perguntas e respostas sobre o naturismo. Aproveitem para opinar e perguntar o que quiserem!

Deus, o Diabo, o biólogo e os advogados

Um Biólogo desceu aos portões do inferno e foi admitido.

Mal havia chegado, já estava insatisfeito com o baixo nível de higiene, do ar e da água do inferno.

Logo começou a fazer projetos ambientais e de saúde pública e várias ações para coibir aquele caos.

Pouco tempo depois já não havia no inferno o insuportável mau hálito nas pessoas.

Ninguém mais reclamava!

Os banheiros foram arrumados, e, por conseguinte, estavam mais limpos e cheirosos.

Houve controle de pragas, o ar respirável com menos CO2 e água despoluída dos coliformes fecais.

O biólogo tornou-se um cara muito popular por lá.

Um dia, Deus chamou o Diabo ao telefone e perguntou, ironicamente:

– E então, como estão as coisas aí embaixo?

E o Diabo respondeu:

– Uma maravilha! Agora aqui todos se beijam, sorriem uns aos outros, não existe mais sujeira, as pessoas estão mais felizes com o ar que respiram, com a água onde nadam, se alimentando melhor. Isso sem falar no que o nosso biólogo está planejando para breve!

Do outro lado da linha, surpreso, Deus exclamou:

– O quê!?! Vocês têm um biólogo aí? Isso foi um engano! Biólogos nunca vão para o inferno. Mande-o subir aqui, imediatamente!

O Diabo respondeu:

– Sem chance! Eu gostei de ter um biólogo e continuarei mantendo-o aqui.

Deus, já mais irritado, fala em tom de ameaça:

– Mande-o para cá, agora, ou tomarei as medidas legais necessárias.

Eis que o Diabo soltou uma gargalhada:

– Hahahaha! Onde você vai arrumar um advogado?

::

Copiado de algum lugar pela internet afora, autoria desconhecida.

Cientistas NÃO criaram “célula sintética”. Entenda o golpe de marketing da década!

O mundo inteiro está multiplicando uma informação falsa: não somente não foi criada a primeira “célula sintética” como não foi produzido qualquer avanço conceitual ou tecnológico pelo grupo que faz esta alegação. Desgraçadamente, quando acontece uma barriga científica gigantesca como essa todo mundo reproduz o anúncio e ninguém tem peito para publicar um desmentido. Continue reading “Cientistas NÃO criaram “célula sintética”. Entenda o golpe de marketing da década!”

Sexo com extraterrestres verdinhos

Este artigo poderia se chamar “Sexualidade e Direitos Humanos”, mas não teria o mesmo apelo. O fato é que as comunidades de Direitos Humanos têm sido palco de inúmeros tópicos supostamente interessados em discutir a relação entre Sexualidade e Direitos Humanos mas na prática todos eles acabaram apenas gerando conflito. Está na hora de avançar um pouco nesta temática. Continue reading “Sexo com extraterrestres verdinhos”

A boa ciência é e tem que ser radical

A radicalidade é fundamental para que a ciência possa progredir. Há certos princípios que, uma vez estabelecidos, não podem voltar a ser questionados até que se esgotem todas as possibilidades de avanço dentro daquele quadro conceitual. Se os chamados paradigmas da ciência fossem contestados diariamente, a ciência voltaria sempre ao bê-a-bá e teria sempre que reinventar a roda. Por outro lado, se os paradigmas da ciência nunca fossem contestados, a ciência estagnaria perante fenômenos que não pudessem ser explicados dentro dos quadro conceitual vigente. Continue reading “A boa ciência é e tem que ser radical”

A primeira impressão não é a que fica – o caso Alex Castro

Uma coisa que sempre me incomodou no dito popular de que “a primeira impressão é a que fica” é que ele parece estabelecer uma maldição: esteja sempre pronto, porque não haverá segunda chance. Entretanto, para o bem e para o mal, a verdade é que a primeira impressão nos relacionamentos humanos pode ser muito importante, mas nem de longe possui a terrível inflexibilidade a que o tal dito parece nos sentenciar. Por exemplo, ninguém se decepciona com alguém que não admirava. Vou contar uma história para ilustrar. Continue reading “A primeira impressão não é a que fica – o caso Alex Castro”