Acredite se quiser, caro leitor: está virando moda pingar vodka nos olhos para ficar bêbado mais rápido. O único porém é que isso destrói a córnea e causa cegueira permanente. Mas dizem que olho de bêbado não tem dono, né? Então tá liberado.

Eu adorei a frase com que Cristina Fibe começou o artigo “Jovens usam vodca como colírio para ficarem bêbados, mas prática pode cegar“:

“Quando você começa a crer na humanidade, alguém inventa de pingar vodca nos olhos, e isso vira mania.” (Cristina Fibe)

Ô minha filha, muito me admira a tua ingenuidade de ainda tentar crer na humanidade.

Destruímos o equilíbrio climático do único planeta que temos para sobreviver. Eliminamos ecossistemas inteiros, dizimamos inúmeras espécies, poluímos o ar, a água e o solo e chamamos isso de “desenvolvimento”.

Apedrejamos até a morte pessoas que foram estupradas sob a acusação de que teriam cometido adultério. Arrancamos pedaços dos corpos de crianças para garantir que serão submissas no casamento. Destruímos a vida e as esperanças de felicidade de milhões de pessoas em nome de um Deus que supostamente tem como maior mandamento “ama teu próximo como a ti mesmo”.

Reduzimos milhões à miséria e à penúria em nome do sagrado direito à propriedade. Permitimos que uns poucos indivíduos detenham fortunas equivalentes ao PIB de diversos países somados enquanto crianças morrem de fome por todo o globo.

Defendemos com unhas e dentes um sistema político em que as galinhas desinformadas e impotentes ratificam a decisão das raposas sobre quem vai tomar conta do galinheiro. Ao mesmo tempo, garantimos a déspotas sanguinários o direito de escravizar grandes populações em nome do princípio de auto-determinação dos povos.

E tu dizes que perdes a fé na humanidade por causa de uns imbecis que pingam bebida alcoólica nos próprios olhos, Cristina Fibe? É muito pouca estupidez para tanta reação, minha cara.

Quem quiser colocar vodka nos olhos, que coloque. Aliás, peço que filme o ocorrido, coloque o vídeo no Youtube e deixe aqui no meu blog um link para que eu possa assistir o seu espetáculo de auto-mutilação. Eu vou rir muito dos seus gritos de dor e das reportagens sobre a sua cegueira permanente, ou pelo menos de seu desespero na fila dos transplantes do SUS.

Enquanto estiver arrebentando somente a própria saúde e a própria vida, todo imbecil tem meu apoio total.

37 thoughts on “Pingar vodka nos olhos

  1. Manga-Larga

    14/09/2010 — 08:53

    Também perdi a crença na humanidade quando descobri que tem jornalistinha fazendo um serviço mais porco do que se espera dele…

  2. E para os mais moderninhos, pingar agua de bateria nos olhos da um barato louco! (para quem acredita em tudo que lê na internet, isso foi sarcástico, ok?)
    Eu perdi a fé na humanidade quando descobri que uns comem terra enquanto outros limpam um terceiro olho com dinheiro.

    1. Água de bateria deve fazer mais estrago que vodka. A água deionizada tem uma incrível avidez por íons, é altamente reativa, destrói com facilidade tecidos vivos.

      Eu fiquei aqui pensando quando foi que perdi a fé na humanidade. Não tenho bem certeza se houve um episódio decisivo ou se foi a soma de toda a estupidez que se acumulou perante meus olhos ao longo de décadas. Hoje em dia toda nova estupidez de que tomo conhecimento não faz mais do que corroborar esse descrédito relativo ao ser humano médio.

      A minha sorte é que ainda é possível selecionar alguns seres humanos fora da média para entabular diálogos interessantes (Graças a Deus – se Ele existir – por este blog) e com os quais construir relacionamentos significativos.

    2. hahaha, deve fazer mais estrago que vodka é ótimo! se alguem pingar agua de bateria e conseguir salvar um pedacinho sequer do globo ocular eu ficaria realmente espantado!

  3. Roberto Tramarim

    14/09/2010 — 17:07

    “Eu fiquei aqui pensando quando foi que perdi a fé na humanidade.”

    Bom, uma hipótese foi quando uma amigo seu pra lá de descrente na humanidade contou uma estórinha envolvendo um CD ou DVD hehehehe.

    Falando sério, por alguma razão a humanidade não deu certo. Se dará um dia eu não sei(até torço pra isso), mas vendo o que vejo diariamente…hmmmmmm…

    1. Roberto, seria a “razão da humanidade não ter dado certo” a tal da “capacidade de raciocínio”?
      Sim, pq observando os seres “incapazes” de raciocinar e, sendo essa a diferença mais contudente entre nós, acredito que essa capacidade foi o ponto crucial para o descambo da humanidade…

    2. e como diriam os finados sobrinhos do ataide: “Penso, logo desisto”!

    3. A história do CD me traumatizou. Aliás, vê se conta aquela história no teu blog. Eu adorarei ver os comentários que surgirão.

  4. hahahaha, muito me espanta o Arthur, ingênuo a ponto de responder o sarcasmo do Marcelo, ter perdido a fé na humanidade! hahaha

    1. daniel, eu tambem estranhei o Arthur responder sobre pingar acido de bateria como se eu tivesse falado serio, mas usei de sarcasmo só na primeira frase, na segunda, de metáfora!
      eu realmente perdi a fé na humanidade, e faz tempo, muito tempo…

    2. Não me subestima, Daniel… acrescentei aquele comentário para ter certeza que algum retardado que lesse o que o Marcelo disse não fosse testar. (Sim, eu me preocupo com a possibilidade.)

  5. Vou te contar, viu, esse pessoal que pinga vodka nos zoín não se enxerga…

    1. Pô, vamos lançar o blog “trocadilhos infames”? 🙂

  6. Tweets that mention Pingar vodka nos olhos | Pensar Não Dói -- Topsy.com
  7. Roberto Tramarim

    16/09/2010 — 18:31

    Marcelo, eu tenho a seguinte teoria: A capacidade cognitiva de nossa espécie é inigualável neste planeta, pelo menos entre as formas de vida conhecidas. No entanto, de forma geral a humanidade articula mau esta capacidade cognitiva. Ao invéz de articular de forma lógica e funcional, a humanidade o faz de forma incrivelmente irracional. Mau comparando, é como um potente carro de Fórmula-1 pilotado por um macaco, o resultado final será muito mais desastroso pra este macaco do que pro outro que usa o seu método tradicional(de galho em galho). Capacidade de raciocínio nossa espécie tem incomparavelmente maior do que as demais conhecidas, o problema é a forma como se articula esta capacidade, e o artigo do Arthur com os casos da vodka nos olhos é um incrível exemplo disto. Não ha absolutamente nada que justifique isto do ponto de vista lógico e funcional.

    1. Sim, concordo!
      Mas a capacidade cognitiva veio antes dos conceitos de bem e mal, bom e mau… ou seja, pensar não dói, mais causa muito estrago pois pensamos no imediato, não 2000 anos à frente.
      Veja, os maiores Genios da história, criaram coisas desatrosas (claro que viraram desastrosas na mão de quem tem um QI abaixo da média), só pra citar um fato,a fusão de atomos, era pra ser uma saída genial do ponto de vista energético, foi uma sacada genial, e veja bem o que essa sacada trás de bom ao mundo hoje…
      Um animal dito irracional, sem a capacidade incrivel que temos, tem uma passagem um tanto sublime por aqui, não cria nada, não planta, não consome (no sentido capital) e, no entanto, são infinitamente mais inteligentes do que nós nas questões sobrevivencia e preservação do meio a longo prazo.

    2. Pra sintetizar um pouco o que escrevi acima:
      Qual eram as necessidades vitais do Homo neanderthalensis e quais são as necessidades do Homo sapiens?
      Respondendo as 2 perguntas fica facil entender o que eu quis dizer.

    3. Eu diria que alguns seres humanos possuem fantásticas capacidades cognitivas e lógicas. A maioria possui o potencial, mas nunca o desenvolve.

  8. Eu nunca ouvi falar que olho de bêbado não tem dono! Cu de bêbado é que não tem dono! Sempre ouvi dizer que o pior cego é aquele que não quer ver. Errado. O pior cego é aquele que se embebeda pelo olho. O que não quer ver é o que assiste e não faz nada. Água de bateria nos olhos? Genial, Marcelo, mas sarcástico é pensar que alguém entende o que significa a palavra! Quando foi que eu perdi a fé na humanidade? No fornicai e povoai a terra… acho! E do ponto de vista lógico e racional, Tramarin, não espero nada de lógico e racional da massa crítica que determina a média das ações da dita humanidade. Tenho treinado um Pongo para em 7 milhões de anos termos uma nova chance!

    1. é Romacof, existe mesmo um pouco de sarcasmo em usar palavras tão “desconhecidas”, não?
      Quanto ao “fornicai e povoai a terra”, faltou acrescentar naquele mandamento “como humanos, não como ratos” hahah

    2. em tempo, a tradução ao pé da letra da raiz da palavra sarcasmo vem bem a calhar com pingar acido de bateria nos olhos: Sarx=“carne” Asmo= queimar “queimar a carne”!
      Eu não consigo deixar de ser sarcastico, isso ta virando um problema hahaha

    3. Romacof:

      O que não tem dono é um dos olhos, ora… como bem disseste. 😛

  9. Eu ainda tenho fé,não em todas as pessoas.Mas tento manter intacta minha fé…vendo flores nos monturos.
    Me recuso a matar os sonhos e a esperança,herança de Pandora.
    Não acredito que uma pessoa
    possa ser má a vida inteira,nem que esteja condena a não mudar.
    Existem pessoas ignorantes,toscas,limitadas….mas não somos todos nós em alguma coisa?
    Eu vejo pessoas tão lindas de alma.
    Tão maravilhosamente inteligentes.
    Tão humanas,doces,iluminadas.
    O ser humano é fantástico.

    E está aprendendo sobre a dor.
    Não vai destruir a terra.
    Ela vai acabar com ele antes,por amor.

    A terra é uma escola,deus é amoroso e nós temos o direito de fazer as piores escolhas……e de sofrer as consequencias,rs.

    1. Enquanto as conseqüências sobre nossas escolhas recairem apenas sobre nós mesmos, tudo bem.

  10. joaocazagrandi

    17/09/2010 — 13:47

    Sera que foi deus mesmo que pos o homem na terra?
    com esses malucos não da nem para acreditar

  11. joaocazagrandi

    17/09/2010 — 13:58

    Para ficar doidao mesmo e so enfiar o litro de vodik no cú e rebola até o seu intestino obsorver todo o alcoo, ai meu você
    fica pira mesmo saco manooooooooo.

    1. Manga-Larga

      17/09/2010 — 16:54

      Caro “joaocazagrandi”, é assim que você costuma fazer?

    2. Ei, vamos manter o nível, ok, pessoal?

  12. Marcelo, li o seu comentário e perguntei pra menina que trabalha aqui em casa e passava por acaso: “… o que é sarcasmo?” E ela me respondeu na lata: “Eu sei que é da família do político aquele que casou com a Carla Bruni…!” Não sei se foi a etimologia ou a “curtura”, mas algo queimou a minha carne… !

    Lya, já fui assim, mas acho que o fundo da minha caixa caiu num momento de descuido e lá se foi a esperança em algum dia de mil novecentos e me esqueci… Pandora que me perdoe.

    Joãocazagrandi, pinga só no olho!!! Vai por mim que uso carpim. Esse seu método pode “cegá-lo” de uma forma que só uma colostomia conseguirá trazer sua obra ao mundo…

    1. 🙂 sinto cheiro de churrasco!

    2. Do ponto de vista médico, o que pode ocorrer nesta malfadada hipótese?

  13. Eduardo Marques

    28/09/2010 — 19:47

    “E para os mais moderninhos, pingar agua de bateria nos olhos da um barato louco!”

    Um prof. de química do Ens. Médio contou na sala uma vez que conheceu um mecânico que colocava água de bateria na cárie do filho para fazer a dor passar — e funcionava! O garoto sentia a dor aumentar, aumentar, aumentar e, um estalo e a dor passava. Quando o prof. pediu p/ ver o dente, havia só um buracão enorme ali.

    1. Pois é, Eduardo!
      Eu já tinha ouvido falar desse tipo de estupidez…
      Infelizmente esse tipo de ignorância é comum.

    2. ONTEM eu conversei com uma pessoa que está “tratando” uma dor de dente com cachaça há cerca de um mês. 🙁

  14. “Enquanto estiver arrebentando somente a própria saúde e a própria vida, todo imbecil tem meu apoio total.”

    Mudou de idéia quanto aos TJ e a transfusão de sangue, Dog? risos…
    Sei que há uma diferença, pois no caso dos TJ há uma interferência institucional sobre a consciência das pessoas. Foi só pra provocar e manter contato. E mostrar que leio essa..digo, o seu blog.

    1. Se o sujeito for maior de idade e quiser se matar, ele que se mate. Sou da opinião que o Estado deve até prover “auxílio-suicídio” para quem desejar. Isso não é novidade.

      E gostei de saber que lês essa… arrãm… o meu blog. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *