Criança não gosta de brincar, criança gosta de aprender

Sempre que descrevo os métodos e conteúdos que considero mais adequados para a educação infantil surge o argumento de que eu quero “roubar a infância das crianças” ou “transformar as crianças em adultos em miniatura” ou mesmo “robotizar as crianças”. Esses equívocos são causados pelo desconhecimento em biologia evolutiva e pela crença em um mito muito pernicioso: o mito de que “criança gosta de brincar para se divertir”. Continue reading “Criança não gosta de brincar, criança gosta de aprender”