… e a minha paixão é a felicidade humana.

Arthur Golgo Lucas – arthur.bio.br – 24/03/2011

2 thoughts on “A razão é escrava das paixões…

  1. Meu amigo,se minhas paixões se submetessem apenas a razão,eu seria a pessoa mais feliz do mundo.

    Pena que ñem sempre é assim.

    As paixões tomam o lugar da razão e saem desvairadas por aí….

    A minha grande paixão,no momento,é a minha própria felicidade.

    O mundo não se importa se eu me importo com ele.

    Ninguém quer saber dos meus sentimentos,apenas eu mesma.

    Até mesmo o amor,o mais nobre dos sentimentos,pode ser jogado no lixo pelas pessoas que não o querem.

    Amar um homem,um filho,um amigo,um ideal…..nada disso faz diferença.
    A diferença está em nós,porque ao amar nos tornamos criaturas melhores.

    Não quero te deixar triste,mas o mundo não liga para teus sentimentos.

    Só se for como aquele socorro que aconteceu semana passada.
    Muitas pessoas se uniram e conseguiram salvar duas vítimas de um acidente de carro.Nesse caso sim,paixão,amor,solidariedade fazem toda a diferença.

    1. Opa, eu disse que a razão é escrava das paixões, não o contrário. Isso significa que em geral nossas escolhas mais profundas não são racionais e sim inclinações pessoais que então passamos a racionalizar. E significa também que, se lá pelas tantas achamos que estamos indo em um caminho errado, normalmente não é porque o repensamos, mas porque sentimos de algum modo que algo está errado. Quem não desenvolve a sensibilidade e se preocupa somente com a intelectualidade em geral não faz bom uso desta última…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *