Duplipensar virou política oficial

Duplipensar é um conceito definido por George Orwell no livro “1984” para expressar a estratégia mental usada pelo partido opressor para aniquilar a lógica e a racionalidade enquanto instrumentos de análise da realidade e assim permitir e justificar as piores atrocidades praticadas pelo partido para manipular a opinião pública e manter-se no poder.  Continue reading “Duplipensar virou política oficial”

Soneto de Tranqüilidade (do fórum virtual)

Soneto de Tranqüilidade (do fórum virtual)

De tudo a seu besteirol estarei atento
E com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior espanto
Deletarei sem dó seu “argumento”!

Hei de espreitá-lo em cada vão momento
E para seu horror vou emudecer seu canto
E apagar seu riso e deletar seu pranto
Para seu pesar e para meu contentamento!

E assim, quando então me procure
Quem sabe o troll, de quem dó não tive
Quem sabe o chato, que de tudo reclama

Eu possa dizer que a moderação vive!
Que podes ter uns minutos de fama
Mas aqui, meu caro, não há quem te ature! 

Arthur Golgo Lucas – arthur.bio.br – 29/08/2012 

Publicado originalmente no Orkut em 06/03/2007. 

Pensar Não Dói, mas incomoda

O blog Pensar Não Dói começou a sofrer ataques de trolls ideologicamente vinculados aos movimentos sociais aqui criticados. É um bom sinal. Significa que o blog está incomodando ao desmascarar mentiras e falácias e lançar luz sobre as verdadeiras intenções destes grupos lobbystas. Mas isso também significa que os amigos do blog terão que tomar alguns cuidados extras daqui em diante.  Continue reading “Pensar Não Dói, mas incomoda”

Que bobagem é essa de “saudação extremista”?

Anders Behring Breivik, o autor do massacre na Noruega, repetidamente apresentou a saudação fascista ao entrar no tribunal ou aparecer perante as câmeras. Mas a grande imprensa – ao menos em língua portuguesa – utiliza o esdrúxulo termo “saudação extremista”. Na blogosfera, entretanto, é amplamente utilizada a terminologia correta. Por que essa diferença?  Continue reading “Que bobagem é essa de “saudação extremista”?”

Carta aberta à Icon Shoes e à comunidade budista

Chegou a mim a informação de que inúmeras pessoas que se identificam como budistas ou simpatizantes do budismo se sentiram ofendidas porque a Icon Shoes produziu uma linha de sapatos com a imagem do Buda. Estas pessoas mobilizaram-se, remeteram cartas de protesto à empresa e organizarem abaixo-assinados para pressioná-los a descontinuar a produção de calçados com tais estampas. Eu compartilho aqui alguns pensamentos com todos os envolvidos.  Continue reading “Carta aberta à Icon Shoes e à comunidade budista”

Como a Claro trata o cliente – parte 3: o escudo da lei

Quando os minutos se transformam em horas ao telefone sem que se consiga qualquer solução para um problema banal é que se percebe o valor do atendimento presencial. Fui, portanto, até um quiosque da Claro em um Shopping para tentar resolver o problema lá. Doce ilusão, claroContinue reading “Como a Claro trata o cliente – parte 3: o escudo da lei”

Como a Claro trata o cliente – parte 2: falando com alguém online

Após muito estresse (*) tentando falar com alguém da Claro, chegou o momento de me estressar falando com alguém da Claro. Pelo menos relatar essa parte não foi tão chato quanto relatar a anterior – porque a estupidez humana é infinitamente mais criativa que a estupidez tecnológica.  Continue reading “Como a Claro trata o cliente – parte 2: falando com alguém online”