Acho divertido quando ouço os políticos, os TREs e os jornalistas endeusarem o ato de votar em alguém (jamais em branco ou nulo) como se fosse a grande realização da cidadania de cada indivíduo. Tragicômico, para ser mais exato. Votar não tem nada a ver com exercer cidadania. Isso é uma farsa engana-trouxa. 

Coloque uma urna eletrônica na jaula dos chimpanzés. Ao lado dela, uma tela de TV com “propaganda eleitoral”: um chimpanzé de camisa vermelha aperta um botão vermelho e ganha uma maçã, depois outro chimpanzé de camisa amarela aperta um botão amarelo e ganha uma banana. 

De tempos em tempos, coloque os chimpanzés em fila e você pode ter certeza que eles apertarão o botão vermelho ou o botão amarelo conforme a fruta de sua preferência. Mas os chimpanzés podem escolher uma laranja? Não. Podem escolher sair da jaula? Não. Estas opções não existem. 

E os chimpanzés também não podem ter certeza de que a maçã ou banana que receberão não estará bichada – o que é o grande xis da questão. Afinal, quem decide quais maçãs e quais bananas serão ofertadas aos chimpanzés são as próprias macieiras e bananeiras. 

Você acha que está em uma situação diferente da destes chimpanzés? 

Tolinho. 

Arthur Golgo Lucas – arthur.bio.br – 06/10/2012

12 thoughts on “Ao eleitor, as bananas

  1. Essa semana, visitando o blog de um amigo meu, kibei um post pro meu blog, e descobri um webprograma muito interessante. O Jurídico News, do canal Just TV.

    O primeiro vídeo é do programa… e os demais, exemplos que corroboram o que foi dito.

    Acompanhe:

    http://laconicoereticente.com/tijolaco-24-urna-eletronica-o-cacete

    1. Respondi lá no Lacônico e Reticente. 😉

  2. São 140 milhões de eleitores, são mais ou menos 540 milhões o custo da bagaça, um sistema eletrônico pra lá de duvidoso.
    Esse papo de que votar é um direito, se é direito, por que raios sou obrigado a votar? Até hoje ninguém me deu uma explicação no mínimo razoável do qual ” tenho direito”.
    Realmente somos macaquinhos amestrados e condicionados a acreditar nesse engôdo, e pior escutando discurso cada vez mais piores é a mesma ladainha e um blá-blá-blá dos infernos.
    Na cidade de São Paulo, temos três candidatos, um que não está interessado na cadeira, pois está de olho na cadeira da presidência da república, outro com o apoio das igrejas evangélicas quer transformar São paulo num reduto da Universal e pra completar o circo temos um candidato que nem sombra tem, precisando a muleta do Lula da Dilma e até do Maluf( pasmem!!!!PQP!!!)cuja competência é pra lá de questionável, basta a lambança do ENEN, o problema com a obra de Monteiro Lobato e para completar o polêmica com a cartilha anti-homofobia cujo conteúdo causa mais confusão que esclarecimento.
    Em outras palavras a cada eleição só tende a aumentar o meu desânimo. Pensando bem dá até vontade de dar o pé do país, passar uma temporada fora, pois a minha presença aqui não resolve e outra só passo é raiva.Democracia só para as elites sobretudo a elite política.Esse está muito bem obrigado mamando nas tetas do Estado.

    1. O problema, meu caro, é que a maioria dos chimpanzés se contenta com bananas, mesmo que a jaula esteja imunda.

  3. Falando em bananas, se caso for sair do país, vou fazer exatamente o mesmo gesto daquele vilão da novela Vale tudo, cujo o nome não me recordo, e dar banana ao país isso se não for o dedo do meio… Só rindo para não chorar e que a patrulha do Politicamente correto não me venha encher o saco posteriormente.Caramba será que vão tirar o meio direito de ser sarcástico e cínico? Espero que não… E viva a p$&#a da democracia. Aliás quando será a data fatídica do fim do mundo?

    1. Segundo o Calendário Maia, 21/12/2012. 😛

  4. O meu partido…é um coração partido.

    Não voto,graças a Deus !

    Que droga de democracia que “obriga” e pune um ato que deveria ser de liberdade e cidadania?

    Quiseram comprar meu voto,rs.

    Ele não tem preço,mas é sempre chocante constatar que os políticos não mudam em nada.

    1. No Brasil votar é um “direito” que quem não quer exercer tem que pagar multa.

  5. É, somos muito parecidos com o nosso primo chimpanzé.

    1. Temos 99,4% do mesmo DNA…

  6. Boa! Eu fico puto quando recebo aqueles olhares de desaprovação ou pior, de superioridade intelectual quando digo que minha posição política é o voto nulo.
    Num sistema político tragi-cômico como o nosso, a abstenção do voto é uma posição política mais consciente e cidadã do que o voto. Votar em atores medíocres ligados a organizações criminosas (AKA partidos) para cuidar da coisa pública é anti-democrático!

    1. Eu acho terrivelmente medíocre a idéia de “votar no menos pior”. Será mesmo que o “menos pior” é o melhor que os partidos do Brasil têm a oferecer para seus cidadãos? Eu preferiria mil vezes ver uma eleição terminar com 80% de votos brancos e nulos, para ficar claro que a legitimidade dos políticos é zero. Assim, se até a eleição seguinte a coisa não melhorasse, coisas interessantes poderiam começar a acontecer neste país…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *