Cuidado! Os parágrafos abaixo contém informações que podem causar pesadelos! 

Menos bê mais ou menos a raiz quadrada de abre parêntese bê ao quadrado menos quatro a cê fecha parêntese, tudo isso sobre dois a. 

Trinta anos depois eu ainda sonho com a fórmula completa e exata – mesmo ela sendo absolutamente inútil para todos os propósitos práticos da minha vida nestes trinta anos. 

Um esse dois, dois esse dois, dois pê seis, três esse dois, três pê seis, quatro esse dois, três dê dez, quatro pê seis, cinco esse dois, quatro dê dez, cinco pê seis, seis esse dois, quatro efe catorze, cinco dê dez, seis pê seis, sete esse dois, cinco efe catorze, seis dê dez, sete pê seis. 

Já para lembrar de todos os subníveis com precisão eu precisei dar uma coladinha para me certificar que o diagrama de configuração eletrônica era perfeitamente simétrico. 

Por que raios temos que perder mais de uma década de vida estudando coisas completamente inúteis como a fórmula de Bhaskara e números quânticos ao invés de aproveitar esse tempo de modo inteligente, razoável e produtivo? 

A “educação” no Brasil é uma farsa, não passa de creche alienante para adolescentes. 

Freddy Krueger era um Zé Ruela. O MEC é muito mais traumatizante. 

Arthur Golgo Lucas – arthur.bio.br – 07/10/2012 

56 thoughts on “A década do pesadelo

  1. Olá Arthur!
    Amei a forma como se expressa!!!
    Parabéns!!!
    O que escreve confere com a realidade da educação brasileira em gênero,,Número… e Grau!!! heheheheh

    1. Oi, Elena. Grato pelo elogio. Há outros artigos sobre educação que podem ser encontrados clicando na Tag “Educação” na coluna da direita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *