Só para não perder o dia certo de publicar isso… 

Ainda hoje eu percebi uma nova recorrência daquele probleminha de saúde que deu origem à série de artigos intitulada “medicina degenerada“. Aquele probleminha para o qual não posso comprar os remédios mesmo sabendo qual é o medicamento necessário. Aquele probleminha que exige que eu vá pegar fila e gastar dinheiro para pedir autorização para terceiros para cuidar da minha própria saúde. 

Pois não é que o médico que me atendeu das últimas duas vezes – o sujeito em cuja capacidade técnica eu confio – não estava mais no hospital hoje? E ele não trabalha nas quintas-feiras! Consulta com ele só para dali a quarenta e oito horas, e isso mesmo na base do encaixe. O “detalhe” é que eu não podia esperar mais do que umas poucas horas. Como fica? 

Fica que tudo se resolve na base do jeitinho. Eu tenho um resto de medicamento que sobrou da última vez. Vai dar justinho para eu me auto-medicar até o horário da consulta de sexta-feira. Se não fosse isso, seria aquela novela de peregrinação pelas emergências até encontrar alguém razoável. Agora tenho que torcer para ele ir trabalhar sexta-feira e concordar com meu auto-diagnóstico! 

E tudo isso na véspera do meu aniversário. Que presentão… 

Arthur Golgo Lucas – arthur.bio.br – 17/10/2012

4 thoughts on “Sempre pode piorar (2)

  1. Dizem que a véspera do aniversário é o Inferno Astral. Não fosse o fato de teres nascido no Brasil eu tenderia a acreditar que sois a prova viva deste fundamento astrológico. Mas o azar dos compatriotas (mesmo dos razoalvelmentre avançados gauchos) é perene.

    1. Bota inferno astral nisso. Se eu acreditasse nessas lorotas, estaria dizendo para todo mundo “viu? viu? viu?”. É só coincidência, lógico.

      Mas por via das dúvidas no ano que vem vou passar o dia 17 de outubro embaixo das cobertas. 😛

  2. Pior que é mesmo, não tem como não concordar com o Gerson.Joga sal grosso nesse sapo.

    1. É por cima do ombro!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: