Médico confunde tiro em abdome com sintoma de fome

Tropecei nessa notícia: Médico confunde tiro em abdome com sintoma de fome. Nenhum comentário sobre “medicina degenerada” e quejandos. Não é este o caso. Isso não foi “erro médico”, foi falta de cérebro de TODOS os envolvidos. O taxista foi ao hospital POR QUÊ? Quanto a mim, quero apenas saber onde comprar uma passagem no ônibus espacial. Só de ida. 

Mãe pede que filha viciada em crack seja esterilizada

Esta é uma polêmica interessante que surgiu no Rio Grande do Sul. Uma usuária de drogas pode ter filhos, mas não pode cuidar deles – tanto porque o ECA proíbe quanto porque neste caso ela não tem mesmo condições. A avó é sobrecarregada com a responsabilidade de criar os netos que não param de ser gerados e pede a esterilização da usuária de drogas. Qual é a solução para esse imbróglio jurídico?  Continue reading “Mãe pede que filha viciada em crack seja esterilizada”

Como relaxar nas férias

Tem gente que não consegue ficar uma semana longe da musculação, ou de alguma atividade física vigorosa. Eu não consigo ficar muito tempo longe da neuronação – preciso de algum estímulo intelectual para manter os neurônios em forma. E não precisa ser nada realmente complexo, basta que seja uma boa alternativa a vegetar em frente à TV.  Continue reading “Como relaxar nas férias”

A cultura de submissão e o massacre na escola Sandy Hook

Mais um massacre em uma escola. Um atirador, mais de cem tiros, vinte e oito mortos. E lá vou eu novamente perguntar: por que o atirador escolheu matar crianças em uma escola e não atiradores treinados em uma reunião da National Rifle Association? Por que não invadiu uma delegacia de polícia atirando? Por que não atacou uma boca de tráfico num bairro barra-pesada?  Continue reading “A cultura de submissão e o massacre na escola Sandy Hook”

Ninguém tem o direito de não ser ofendido

Vídeo de um minuto e dezoito segundos em que o escritor Phillip Pulmann esclarece os direitos e os limites quanto à liberdade de expressão. Simples, direto, esclarecedor, coerente e civilizado.

Interessante que para defender a posição oposta foram necessários cinquenta e um minutos e trinta e seis segundos no documentário de Pedro Arantes que sugere a liberdade de expressão só pode ser exercida contra as “vítimas corretas”. Sutilmente editado para parecer coerente e civilizado. 

Teoria dos Jogos aplicada à alegria no futebol: uma proposta de aperfeiçoamento na contagem dos pontos

Antigamente era assim: dois pontos pela vitória, um ponto pelo empate, zero pontos pela derrota. Um jogo de soma zero. Lá pelas tantas a FIFA resolveu valorizar o jogo ofensivo, atribuiu três pontos à vitória e transformou o futebol em um jogo de soma negativa. Isso fez bem ao futebol. O que eu proponho agora é usar a mesma estratégia para acabar com os jogos-marmelada em que o empate em zero a zero favorece os dois times. Isso faria muito bem ao futebol.  Continue reading “Teoria dos Jogos aplicada à alegria no futebol: uma proposta de aperfeiçoamento na contagem dos pontos”

Por que o racismo e o sexismo são ruins?

A resposta é simples: porque são injustos. Mas por que são injustos? Essa é a verdadeira questão. Ao contrário do que normalmente se diz, o motivo pelo qual o racismo e o sexismo são injustos não é porque favorece algumas pessoas em detrimento de outras.  Continue reading “Por que o racismo e o sexismo são ruins?”