Você quer saber se eu sou nazista, ou se aprovo algo do que aconteceu na antiga URSS? Faça um teste simples: pergunte-me o que eu penso de Adolf Hitler, ou de Josef Stalin, dois sujeitos que, como eu, eram homens, brancos e heterossexuais. Eu não terei o menor problema em afirmar o óbvio: ambos foram criminosos abjetos, monstros que causaram imenso sofrimento e injustiças irreparáveis. Nada neles me representa. Tenho nojo deles. Simples assim.

Mas tente perguntar a uma feminista o que ela pensa sobre Valerie Solanas, uma demente assassina que escreveu um manifesto de ódio contra o sexo masculino no qual propõe a escravização de todos os homens e sua posterior eliminação através de técnicas de reprodução artificial que produzissem somente mulheres. 

Clique na figura para abri-la maior em outra janela e conferir a visceral e inegável ligação de Valerie Solanas com o feminismo.

Ou tente perguntar a um militante do movimento negro o que ele pensa sobre Zumbi dos Palmares, um safado que ganhou fama de libertador de escravos e que é endeusado pelo movimento negro como símbolo de liberdade, mas que mandava capturar escravos e mulheres nas fazendas da região e matar quem tentasse fugir do Quilombo dos Palmares. 

Homenagem a um escravagista e raptor de mulheres.

As feministas farão cara de enfado e dirão que os interlocutores “insistem” em falar em Valerie Solanas “porque ela é a única feminista que eles conhecem”, enquanto os militantes do movimento negro terão um faniquito e dirão que seus interlocutores “estão dando ouvidos a conspirações para (denegrir) destruir a imagem do homem que simboliza sua luta”.

Nenhum deles – com talvez raras e semi-honrosas exceções – dirá enfaticamente a verdade:

– Isso mesmo! Valerie Solanas era uma perturbada, assassina e misândrica! Ela não me representa, nem representa nada que preste para o feminismo!

– Isso mesmo! Zumbi dos Palmares era um hipócrita, escravista e autoritário! Ele não me representa, nem representa nada que preste para o movimento negro!

Por que esse pessoal tem tanta dificuldade de renegar em público essas figuras odiosas que representam a negação de tudo aquilo pelo que eles dizem lutar?

Eu não tenho a menor dificuldade de afirmar que uma demente como Valerie Solanas não me representa. Ou que um escravagista como Zumbi dos Palmares não me representa. Ou que um genocida como Adolf Hitler não me representa. Ou como Josef Stalin. Ou como Átila, o Huno. Eu não preciso pensar nem por um segundo para afirmar com todas as letras que todos eles são canalhas execráveis. 

Não me representam. Abomino ambos. É tão fácil declarar a verdade!

Por que então as feministas nunca dizem com todas as letras que “Valerie Solanas era uma demente, assassina e misândrica, não foi e não pé referência para o feminismo e quem disser o contrário está negando nossa luta por igual dignidade e iguais direitos entre todas as pessoas de todos os sexos!”?

Por que então os militantes do movimento negro nunca dizem com todas as letras que “Zumbi dos Palmares era um hipócrita, escravagista e autoritário, não foi e não é referência para o movimento negro e quem disser o contrário está negando nossa luta por igual dignidade e iguais direitos entre todas as pessoas de todas as raças!”?

Simples: porque a feminista e o militante do movimento negro que disserem isso serão execrados dentro do seu próprio grupo, porque na verdade as feministas idolatram e se sentem representadas por uma demente assassina misândrica, sim, e os militantes e simpatizantes do movimento negro se sentem representados por um hipócrita escravagista autoritário, sim.

Fica muito feio admitir a verdade sobre seus ícones em público e fica muito ruim ser escorraçado do grupo por renegar Solanas ou Zumbi. Por isso o silêncio em relação às atrocidades cometidas por estas figuras icônicas. Por isso eu digo com toda a tranqüilidade que quem apóia esse tipo de movimento, um sexista, o outro racista, e ambos marxistas até a raiz da medula, não defendem de fato aquilo que dizem defender.

As verdadeiras motivações de quem lidera esses grupos não são igualdade de dignidade e igualdade de direitos entre as pessoas. E muitos membros desses grupos sabem disso, mas preferem tapar o sol com a peneira, defendendo consciente ou inadvertidamente uma ideologia falsa e mascarada desde a raiz. Como podem fazer isso? Que “conquistas” esperam obter a não ser privilégios indevidos e a oposição cada vez mais intensa daqueles que serão prejudicados pelas novas desigualdades e injustiças a outros impostas? 

Talvez a resposta esteja justamente na ressalva feita nesta última pergunta. Privilégios a curto prazo, acirramento dos conflitos a médio prazo, justificativas para a tomada de “medidas drásticas para a manutenção da lei e da ordem” a longo prazo.

Infelizmente, entretanto, a partir deste ponto toda análise, por mais centrada e ponderada que seja, é acusada de “teoria da conspiração” e rejeitada emocionalmente. Mas Solanas e Zumbis com poder nas mãos se tornam Hitlers e Stalins. E conspirações verdadeiras existem. 

Arthur Golgo Lucas – arthur.bio.br – 05/07/2013

32 thoughts on “Valerie Solanas, Zumbi dos Palmares, Adolf Hitler e Josef Stalin

  1. A diferença entre Solanas ou qualquer militante neorotico desse movimentos sociais e um Adolf Hitler, Stalin ou Mao, está apenas nos “meios de ação”.Solanas só não fez o que pregava por que não tinha em mãos os meios policiais estatais para fazer valer a sua vontade como os citados a cima, a diferença é só uma questão dos meios.

    1. De Solanas e de algumas feministas que eu conheço, não é de se duvidar…

  2. A maioria das pessoas vêem Hitler como a única figura histórica que representa o mal, mas poucos conhecem a história direito. O fato foi que depois da segunda guerra toda elite ocidental tinha rabo preso com KGB, portanto eles tinham que achar um bode expiatório para o conflito e uma forma de encobrir os crimes do comunismo e sua relação estreita com os nazistas e como também a culpa das democracias ocidentais no conflito. Todos tiveram culpa pelo que aconteceu na segunda guerra mundial, Os comunistas por exemplo, passaram décadas fazendo de tudo para esconder seus crimes, alias até hoje eles escondem os crimes deles, graças a denuncia de dissidentes do próprio regime, foram denunciados os crimes e como também pela abertura dos arquivos de Moscow em 90. Hoje nós temos vasta documentação histórica sobre o assunto.

    1. Este é um ponto que quase me enlouquece: saber que toda a cúpula ocidental sabia muito bem com quem estava lidando e mesmo assim deixar os comunistas da URSS e da China blindados com uma vaga no Conselho de Segurança da ONU…

  3. Aquela velha máxima: “A história é contada por aqueles que vencem a guerra”

    Só que tem uma outra máxima: A verdade pode sofrem, mas jamais perecer”. Uma hora ela aparece.

  4. Jean Willys posando de Che Guevara

    Será que essa mula gayzista, não sabe que Guevara odiava negros e homossexuais.

  5. Feministas da marcha das vadias do DF hostilizaram um homem que as insultou. Para azar delas o cara era negro, http://www.youtube.com/watch?v=puF1uKl-9-o&feature=youtu.be. Agora o mulherio está em polvorosa, feministas negras acusando as feministas brancas de agirem como os demônios, digo, homens. As feministas brancas tentando explicar que não houve racismo, mas os ativistas acusando-as de whitesplaining (nem sei se existe). Algumas, singelamente, afirmando que antes de ser negro o cara é homem e privilegiado (o cara é deficiente físico, morador de rua, provavelmente nóia ou deficiente mental, pode até ser perigoso, mas privilegiado?!?!?!). Outras (geralmente as que tem um pé no movimento racial também) afirmando que, por ser negro, os supostos insultos dele deveriam ser perdoados (será que elas sabem que, segundo as próprias, a maioria dos homens são negros e que isso implicaria em um atenuante para a maioria de nós?). Tá muito hilário o negócio.

    1. Elas se sentem empoderadas atacando em bando quem tem ideias contrarias, fizeram isso na ultima marcha, com pedras e pontapes contra um unico cidadão, invadindo igrejas tirando a roupa, é assim hoje e foi assim antes, quando solanas atirou em warhol, não adianta falar que foi um caso isolado, pois solanas recebeu AMPLO apoio do movimento feminista e de varias de suas lideres na epoca.

    2. *fizeram isso na ultima marcha e vão continuar fazendo.

    3. Fiquei sabendo. Mas isso é o que se pode esperar de movimentos intolerantes que fazem alianças espúrias com o único interesse de chegar mais rapidamente ao poder: uma hora eles começam a se devorar uns aos outros.

    4. Engraçadíssimo essas feministas que tiram a roupa para protestar. Isso não é usar o corpo feminino como um objeto para atingir um objetivo político, não? 🙂

  6. A Antagonista

    07/07/2013 — 08:20

    “Isso mesmo! Valerie Solanas era uma perturbada, assassina e misândrica! Ela não me representa, nem representa nada que preste para o feminismo!”

    Quanto desespero, Sr. Arthur! Muito patética sua tentativa de fazer mulheres e pessoas negras em geral se submeterem aos vossos caprichos. Quer que reafirmemos a vocês homens brancos que vocês ainda têm poder sobre nós e que não vamos ameaçar esse poder? Tudo isso só para confortar seu eguinho necessitado que não saiu do estado infantil? É muito egocentrismo e carência de apoio emocional pra uma pessoa só, o universo é grande demais para girar em torno do seu umbigo. Tomar vergonha nessa cara gorda, peluda e emburrada, que é bom, nada! O movimento feminista e o movimento negro não existem para satisfazer as vontades dos homens brancos e confortá-los, aprendam a lidar com isso! Temos mais o que fazer e muito com o que nos preocupar, passar bem.

    1. Hehehehe… O mesmo velho discursinho padronizado de sempre: atacou, ofendeu, atacou, ofendeu e não disse nada em relação à questão posta pelo artigo. Obrigado por me dar razão, “Antagonista”! 🙂

  7. ^

    Liga não, pela minha experiência em foruns, garanto que 90% ou mais dos “machões de teclados”, não tem coragem de falar um pio das coisas que dizem na net pessoalmente.

    1. Hã, tecnicamente neste caso não seria uma “femeazona dos teclados”?

    2. Xiii, já juntou um “amiguinho” pra dar apoio moral… Hahahahaha

      Masculinismo, grupos de apoio masculino, homens em defesa dos homens e o escambau é a maior frescura do mundo! É tudo coisa de gay que não consegue esconder a paixão que sente por macho.

      Não passam de um bando de uns viados.

    3. Hehehehe…

      Nelson, só estiverem em bando. Aí se arriscam.

      Gerson, só tecnicamente.

      Fábio, quer dizer então que feminismo, grupos de apoio feminino, mulheres em defesa das mulheres e o escambau é a maior machorrice do mundo? É tudo coisa de lésbica que não consegue esconder a paixão que sente por fêmea?
      Não passam de um bando de umas sapatonas?

  8. [Texto meramente ofensivo deletado.]

    1. Más homem feminista tb é gay 🙂

    2. A participação é voluntária, mas o respeito é obrigatório. Eu aceito numa boa até mesmo comentários altamente agressivos e diametralmente opostos ao meu pensamento, mas baixaria pura eu simplesmente deleto sem dó.

    3. Eu fiz uma brincadeira so com ele hehehe. Não precisa puxar minha orelha junto (sei que não puxou ainda so me adiantado)

    4. Ih, relaxa. 🙂

  9. Arthur, don’t feed the troll.

    1. Já foi devidamente capado. 🙂

  10. Concordo plenamente, e por exemplo a Suécia que é o local mais feminista do mundo, assisti um documentário sueco sobre o feminismo de lá:

    .Pessoas diretamente ligadas ao partido feminista, fizeram alegações falsas de rituais satânicos com sacrifício de crianças (mas a polícia nunca encontrou nenhum corpo, e também não havia nenhum registro de desaparecimento, tudo foi para criar uma imagem negativa do homem) depois uma das representantes do partido feminista aparece na tv aberta dizendo pra todos sobre o ocorrido, que “homens sentem a necessidade de matar para afirmar sua masculinidade…”.
    .Tem abrigos criados pelo partido feminista para mulheres e crianças que sofreram violência doméstica, onde elas promovem essa lavagem cerebral também, etc… (o nome do documentário é “A Guerra Dos Gêneros”).

    “…porque a feminista e o militante do movimento negro que disserem isso serão execrados dentro do seu próprio grupo…”

    Exatamente, e além disso que escreveu, lá também começou com esse discurso furado de igualdade, mas o movimento político e toda essas teorias anti-homens é que continuaram, porque sempre que alguém criticar alguma “feminista” por discriminar homens (graças as teorias do feminismo provavelmente) dizem “ela não é feminista de verdade” e assim o ativismo ideológico continua, porque sua crítica se torna inválida ao movimento, e também porque as radicais são as mais ativistas (por exemplo o Femen) as que mais querem poder político, justamente por tem uma visão exagerada sobre a condição da mulher na sociedade, e graças as cotas para mulheres na política (feministas) existem aulas nas escolas para doutrinar as crianças desde de cedo a acreditarem em estatísticas e informações tendenciosas sobre a opressão histórica da mulher, estupro, violência doméstica, etc, inclusive tem até uma peça patrocinada pelo governo, chama-se Manifesto Scum: http://www.dn.se/kultur-noje/scen/scum-skadespelare-starkt-av-publikens-lycka/

    É semelhante a propaganda nazista contra judeus mesmo, algumas apoiam o aborto de meninos (http://www.youtube.com/watch?v=8D33wNdawlc) já vi até vlogueira feminista dos EUA defendendo a castração de todos os homens (exatamente como fizeram com os judeus).

    1. Encenação do SCUM Manifesto… Na hora do pega-pra-capar alegam que “arte e política são coisas distintas”… Exatamente o contrário do que dizem para justificar a escolha da temática… Querem fazer algo que seja política na hora de agir e arte na hora de receber o resultado…

    1. E muitas defendem…

    2. “Desculpe, esta página não está disponível.

      O link que você seguiu pode estar quebrado ou a página pode ter sido removida.”

    3. Eram feministas mostrando solidariedade a diana, a assassina de motoristas no mexico, pois ela vingava as mulheres que sofriam abusos.

    4. É tanto caso de absurdo que eu não esto a par desse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *