Calma, pessoal, calma… Não é Síndrome de Chloe. Quem será desmembrado é o blog, não o blogueiro. Esta é uma decisão que está sendo gestada faz um bom tempo: vou separar o “núcleo duro” do blog (os artigos sobre política e economia) dos demais assuntos. 

A razão de ser desta mudança é simples: assim vai ser melhor para todo mundo.

O Pensar Não Dói começou com a proposta clara de ser um blog de variedades monoautoral. Esse tipo de blog costuma ter um entre dois desfechos:

O desfecho mais comum é durar menos de um mês. O sujeito tem uma idéia para debater, ou uma história para contar, ou um nome que considera interessante, cria um blog, posta meia dúzia de artigos, recebe menos comentários que o número total de artigos e desiste.

O segundo desfecho mais comum é semelhante. O sujeito cria o blog, posta meia dúzia de artigos, recebe menos comentários que o número total de artigos e desencana, decidindo postar alguma coisa de vez em quando, quando der na telha. 

O Pensar Não Dói, contra todas as probabilidades, sobrevive firme e forte há mais de quatro anos e meio e tem uma comunidade de leitores fiéis e de comentaristas que fizeram amizade com o autor e entre si, mesmo sem que eu tenha jamais me dedicado a divulgar o blog por qualquer outro meio que não minhas contas pessoais no Orkut, no Twitter e no Facebook. 

O Pensar Não Dói já é um Matusalém dos blogs.
O Pensar Não Dói já é um Matusalém dos blogs de variedades monoautorais.

Nunca fiz parcerias com outros blogs com o objetivo de fazer propaganda. Os poucos blogs citados no blog roll do Pensar Não Dói são blogs de amigos, mais alguns blogs que eu leio.

Nunca utilizei técnicas de SEO (Search Engine Optimization). Não faço nem sequer resumos dos artigos para leitura dos spiders (programas que percorrem a internet fazendo indexação).

Nunca fiquei de olho no que estava bombando nas redes sociais para escrever sobre “o assunto do momento”. Quando fiz isso foi porque tive interesse em comentar o assunto. 

Mesmo assim o Pensar Não Dói atingiu pagerank 3, o que é uma conquista rara para um blog do tipo “minha opinião sobre qualquer coisa”.

Chegou a hora de crescer um pouco mais. Mas com critério, aproveitando a experiência que estes quatro anos trouxeram. 

Quando eu comecei a escrever mais intensamente sobre política e economia, o blog sofreu um pequeno aumento no número de acessos e um pequeno declínio no número de comentários. Curioso, não? 

Minha interpretação deste fenômeno é a seguinte:

Em primeiro lugar, sou obrigado a reconhecer, a identidade visual do Pensar Não Dói não transmite seriedade ao internauta que ainda não conhece o autor. Quem já me conhece há tempo sabe que eu sei tanto brincar quanto falar sério, mas o internauta paraquedista em geral decide se vai ler ou não um site em menos de dez segundos – e o Pensar Não Dói precisa de um tempo bem maior para ser corretamente avaliado. 

Em segundo lugar, o leitor contumaz do Pensar Não Dói já é parte de uma turma de amigos, não é tipicamente um buscador de notícias ou um militante político. E entre amigos o mais gostoso é um papo alegre e variado, com a possibilidade de dar pitaco sobre os mais diferentes assuntos, ora sérios, ora divertidos.

Nada mais lógico, portanto, do que separar os assuntos em blogs distintos.

Pouca coisa vai mudar no Pensar Não Dói. As postagens antigas continuarão todas onde estão. Nenhum link será quebrado. A identidade visual do Pensar Não Dói permanecerá inalterada. Um link para o novo blog será acrescentado. E um ou outro artigo sobre política ou economia vai aparecer aqui de vez em quando, notadamente os menos ortodoxos. 

O novo blog terá uma identidade visual mais sóbria, mais clean, mas provavelmente ainda com as tradicionais letrinhas verde-escuras. Já tenho alguma coisa em mente, mas sugestões para o nome do novo blog e sugestões de layout serão imensamente apreciadas. 

Arthur Golgo Lucas – arthur.bio.br – 21/12/2013 

Atualização a 14/03/2014

Este projeto foi adiado por tempo indeterminado. 

6 thoughts on “Vou desmembrar o blog

  1. Boa sorte com o novo blog, Arthur. Estou esperando você publicar o link dele aqui.

    1. Obrigado, Mateus. Devo fazer isso lá pela metade de janeiro.

  2. “Quando eu comecei a escrever mais intensamente sobre política e economia, o blog sofreu um pequeno aumento no número de acessos e um pequeno declínio no número de comentários. Curioso, não?”

    Arthur, eu ainda diria que deve haver muitos leitores que, como eu, tem pouco a dizer e muito a aprender, por isso o grande número de leituras e menor de comentários. Sinceramente quando você posta sobre um assunto, normalmente abre-se em minha mente um enorme leque de novos questionamentos.
    Continue esse ótimo trabalho de utilidade pública que você faz. Abraço!

    1. Fico lisonjeado.

      Os dois blogs ficarão a um clique de distância um do outro. Vou linkar um no outro de modo que quem chegar a um deles só vai precisar dar um clique com o mouse para ler o outro.

      Abração!

  3. Mateus Folador (Fola)

    17/02/2014 — 07:23

    E ai Arthur?

    Que fim levou a ideia do outro blog?

    1. Surgiram algumas dúvidas. Pode ser que eu abra o outro blog, pode ser que eu fique só com o Pensar Não Dói. Vai depender de uma análise ainda em curso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *