CNPND: Governo paga repórter inglês para melhorar imagem, mas ele é assaltado no Rio

Durante sua estadia no Brasil para dar o seu parecer sobre três cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, o jornalista Ian Herbert, do jornal britânico The Independent, acabou sofrendo uma tentativa de assalto no Rio de Janeiro. A ironia é que a viagem era custeada pelo governo brasileiro, na tentativa de melhorar a imagem do país no tabloide internacional.

O susto aconteceu na semana passada, quando o correspondente andava pela praia de Copacabana com outras quatro pessoas às duas horas da manhã. Na matéria publicada no último domingo (23), intitulada “Copa de 2014: É caos no Brasil, mas não entre em pânico”, o jornalista relatou o incidente como uma “má ideia – e talvez ingênua”.

“A caminhada deste correspondente na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, com quatro outros às 2 horas provou-se uma má ideia – e talvez ingênua – quando meia dúzia de jovens se materializou exigindo relógios e dinheiro e empunhando armas”, descreveu na reportagem. Os ladrões acabaram não levando nada.

A viagem, chamada de press trip, durou uma semana e foi um convite do governo brasileiro para repórteres conhecerem produtos e lugares do País.
Além do incidente, Hebert criticou a demora da conclusão de algumas das obras para o evento, enfatizando também que outras construções e melhorias nas cidades em que passou não aconteceriam se a Copa não fosse realizada no Brasil.

“O novo terminal do aeroporto de Manaus, onde 2 mil fãs passarão para ver a Inglaterra enfrentar a Itália no dia 14 de junho, permanece inacabado, e até mesmo em uma tarde normal de quinta-feira houve uma espera de 45 minuto para a fila do check-in”, relatou.

Apesar de ter sido assaltado e enfrentar filas demoradas, o repórter não apresentou apenas críticas em seu texto. “Nada disso significa que a Copa do Mundo não vai dar certo”, afirmou. Ele ainda contextualiza a importância do evento para o Brasil, afirmando que a Copa trará mais investimentos para a economia de um País em desenvolvimento. 

Fonte: Yahoo! Notícias.

AGL

Brasil, o país da Zorra Total – e não é na TV. 

Arthur Golgo Lucas – arthur.bio.br – 26/03/2014 

2 thoughts on “CNPND: Governo paga repórter inglês para melhorar imagem, mas ele é assaltado no Rio

  1. Devo dizer que a estratégia do governo de custear o jornalista não foi tão fracassada.
    Se fosse eu, ter sido assaltado me levaria a pichar completamente a imagem do país, estaria revoltado.
    Ou ele é bitolado mesmo e gosta muito de praia.

    1. Lucas, se ele aceitou na primeira vez, dificilmente faria algo que desestimulasse o governo a convidá-lo uma segunda vez. Com uma atitude dessas, ele sinalizou que o governo brasileiro pode contar com ele haja o que houver…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *