O que um indivíduo bom pode produzir em associação com um grupo mau?

Este esclarecimento foi postado originalmente no Facebook, como metáfora para “um bom candidato em um mau partido”. Todo mundo que “vota na pessoa, não no partido” deveria ler. 

A ovelha branca

Você sabe como é que o tráfico de drogas e armas domina uma favela? Às vezes é pela sedução, às vezes é pela persuasão, às vezes é pela ameaça, às vezes é pela força. Quando os chefes são uns brucutus, eles vão direto pela força. Quando os chefes são um pouco mais esclarecidos, eles vão tentando dominar usando estas estratégias na ordem em que eu as citei. Custa muito menos pagar uns medicamentos pro filho asmático da Dona Maria do que gastar latim explicando pra Dona Maria a geopolítica do morro. Custa muito menos explicar a geopolítica do morro do que deixar claro pra Dona Maria que bugio que muito ronca está pedindo chumbo. E custa muito menos esclarecer esta realidade “ecológica” do que meter porrada ou tiro na Dona Maria. 

Quando uma quadrilha que domina um território possui alguns elementos que fazem “relações públicas” para seduzir as Donas Marias, os conflitos com os moradores diminuem, deixam de ocorrer crimes contra os moradores, a polícia aparece menos, os clientes circulam sem medo, as crianças podem jogar bola na rua até de noite sem correr risco algum… E a população chega a ter a mais profunda convicção de que o tráfico é uma força benigna, que lhes trouxe segurança, respeito e amor-próprio. 

Quanto mais “honestos” e “confiáveis” são os relações-públicas da quadrilha, melhor ela se estabelece. Ingenuidade é acreditar que um sujeito que faz isso, por mais bem intencionado que seja, e de fato o sujeito pode ser ele próprio um ingênuo bem intencionado, esteja fazendo algum benefício real e de longo prazo para a população que não integra a quadrilha. Muito antes pelo contrário, ele só está reforçando o sucesso dos verdadeiros objetivos do grupo. 

Arthur Golgo Lucas – arthur.bio.br – 06/10/2014 

One thought on “O que um indivíduo bom pode produzir em associação com um grupo mau?

  1. Concordo, no final caso ainda seja ignorante quanto à natureza maligna do grupo ele ainda serve de idiota útil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *