Gente, que raio de roteiro foi aquele? José Pedro (o filho do comendador José Alfredo) sequestrou a própria meio-irmã (Cristina), junto com Silviano (o ex-marido da ex-esposa do comendador) e Maurílio (nome falso do filho de Silviano), para exigir do pai um resgate. Até aí tudo lógico. Mas…  

imperio

Mortos realizam transferências bancárias? Não, né? Então, por que raios Maurílio ia matar José Alfredo quando este encontrou o cativeiro da filha? 

E por que raios o próprio José Pedro atirou para matar o comendador ao invés de pegar a arma que tinha escondida e atirar em Josué (o guarda-costas do comendador), mantendo a irmã e o pai sob mira e mantendo o plano? 

Que imbróglio ridículo e despropositado. 

Outra coisa: depois de matar o pai, José Pedro faz menção de se matar, mas a irmã o impede aos gritos e tabefes e arranca a arma da mão dele. Só que ela joga a arma no chão e vai abraçar o pai morto. E o que faz José Pedro, que estava caído deitado ao lado da arma? Senta ao lado da arma, sem pegá-la, sem tentar fugir, esperando a cena acabar. 

Ó, céus, o ridículo não tem tamanho. 

Mas é lógico que isso não é tudo. 

Sério que um homem com a experiência e a malandragem que o comendador demonstrou ao longo de toda a trama, mais um guarda-costas experiente e muito amigo dele, iam simplesmente virar as costas para José Pedro naquelas circunstâncias, sem revistá-lo nem imobilizá-lo? Iam deixar o sujeito caído no chão, ligar para a polícia e ir embora, deixando para a sorte ele continuar desacordado até a polícia chegar? 

E há também as cenas patéticas. 

A ex-esposa de José Pedro, cujo nome não lembro nem vou ter o trabalho de procurar no Google, quando levou um pé na bunda humilhante de Maurílio, ficou cobrando dele um compromisso afetivo. Existe mesmo alguém tão medíocre assim na vida real que tome aquele pé na bunda e ainda queira ficar com o sujeito e insista que ele honre o compromisso? 

Depois de todos aqueles acontecimentos a prima e segunda esposa do José Pedro, cujo nome eu também não lembro nem vou ter o trabalho de procurar, chamaria o próprio filho de José Pedro, o mesmo nome do marido criminoso que matou o avô da criança e está apodrecendo na cadeia? 

E por que raios a Globo fez questão de mostrar que Marta, a ex-esposa do comendador, continua cometendo o mesmo erro que cometeu com o filho José Pedro – e que ela confessou tão amargamente – mimando o neto José Pedro como “meu netinho mais querido”, sem no entanto fazer o que seria lógico, que era fazer outro personagem lembrá-la de não repetir o erro? Pouca gente deve ter se dado conta disso.

Aliás, pouca gente deve ter se dado conta, também, de que o tal carnavalesco chamou uma roda de oração para São Jorge, disse que depois iria “tomar as providências dele” e simplesmente não apareceu mais… 

O destino da bichona preta me decepcionou. Pensei que a Globo, depois de anos ensebando para mostrar um simples beijo gay mas já tendo feito isso, teria também a coragem de mostrar um personagem gay “se converter” à heterossexualidade e ficar com a mulher com quem já dividia a cama. Mas não… O movimento gay deve ter ameaçado tacar fogo no PROJAC (ou sei lá onde é filmada a novela) se uma biba se desbibasse. Cu-rú-zes...

E, no final das contas, só quem se deu bem foi Teo Pereira, o jornalista sério. Cu-rú-zes de novo… 

Arthur Golgo Lucas – www.arthur.bio.br – 15/03/2015 

OBS: Sim, eu sei. Justo eu. O país está pegando fogo hoje e justo eu aqui falando sobre novela. Querem saber por quê? 

Porque O PT VAI CAIR. Agora é só uma questão de tempo de fritura. Bem passado, muito bem passado, por favor. 

Eu  confesso: falar do final da novela bem no dia das manifestações foi uma ironia planejada. TODO MUNDO PRA RUA HOJE! FORA PT! 

9 thoughts on “O final da novela “Império”

  1. Como eu não acompanho nem política, nem novela, achei divertida sua ironia. Todo mundo reclamou do fim da novela, só gostaram da capa do Meia Hora – que por sinal fez um trocadilho genial com o apelido do cara.

    1. Eu ri muito vendo a capa.

      Pra facilitar, taqui:
      http://www.ofuxico.com.br/img/galeria/2015/03/260571.jpg

  2. Você sabe que o mundo está no fim quando o Arthur faz review de novela rsrsrs.
    Mas enfim, novela é pra mulher, e na cabeça delas nada faz sentido.

    1. Explorando novos horizontes. Se o Teo Pereira é jornalista sério, por que eu não posso fazer resenha de capítulo de novela? 😛

      Quanto à lógica feminina, não posso me arriscar a comentar… Ainda estou solteiro… 😛

  3. Ouvindo Avohai e rindo mais ainda disto aqui.

    Mas ainda não tenho certeza da queda do nefasto. Os augúrios, entretanto, são promissores!

    E eu fui! Copacabana, princesinha do mar…

    1. Cair de maduro não vai. Mas vamos derrubar.

  4. Aposto que Téo Pereira vai fazer algumas outras participações em outras obras e ganhar filme próprio. Não se pode negar o talento do ator. E gostei da morte do comendador, afinal ele também era um vilão

    1. Eu preferiria ter visto um final mais romântico, confesso. O comendador e a Ísis – especialmente a Ísis, óbvio – em Saint Tropez, por exemplo. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *