Hoje o Pensar Não Dói completa seis anos de atividade. Contando com esta, foram 795 postagens, mais três que foram excluídas, e há 380 rascunhos pendentes, dos quais provavelmente 10% ainda serão publicados. O blog já mudou de nome, voltou ao original, mudou de layout, mudou de plugins, mudou de objetivo e fez seu autor mudar também.

Darwinito

Seis anos de exposição pública não passam impunes. (Se contarmos também o tempo de Orkut e Facebook, são dez anos.) Muito embora eu seja um cabeça-dura, é impossível não mudar de idéia sobre alguns temas quando se está aberto ao aprendizado e se interage com tanta gente. E, ao contrário do que dizem as pesquisas, que mostram que quanto mais alguém freqüenta as redes sociais, mais frustrado, infeliz e agressivo se torna, eu fui um ponto fora da curva e tive um grande sucesso em conhecer gente legal, fazer amizades e amadurecer. Por este lado, apesar de uma ou outra perda, o balanço foi muito positivo.

Por outro lado, o blog fracassou fragorosamente em um de seus objetivos: eu sempre quis organizar alguma atividade política a partir deste espaço. No início não estava claro qual seria, depois me decidi por tentar organizar um partido iluminista, então percebi que o interesse nisso é ínfimo e finalmente decidi não ficar dando murro em ponta de faca. Infelizmente, isso me desanimou bastante para escrever.

Muito embora eu tenha decidido manter o blog – afinal, eu sou um cabeça-dura – eu ainda não sei bem em que direção desenvolvê-lo. Eu tinha a intenção de definir isso neste artigo, pensei alguns dias nisso, mas percebi que era desnecessário e seria precipitado. O que eu tenho certeza é que pretendo manter o blog ativo, embora ainda não possa me comprometer com uma maior freqüência de postagens. 

Por enquanto, meu mais sincero muito obrigado a todos que me fizeram e me fazem companhia neste espaço. Tem sido um privilégio inestimável receber as curtidas, os comentários e as pedradas de todos os que leram algum artigo e voltaram em outro dia para ler mais um. Sempre que alguém volta e torna a comentar eu fico imensamente feliz por ter criado este espaço.

Feliz Aniversário para o Darwinito e para todos nós.

Arthur Golgo Lucas – www.arthur.bio.br – 24/06/2015 

Atualização no mesmo dia:

HAHAHAHAHAHAHA!!! Descobri uma coincidência incrível! 

Vejam que outro blog também faz aniversário em 24 de junho! 😛 

Informação trazida pelo Gerson B. 

34 thoughts on “Seis anos de blog

  1. Parabéns pelo blog, Arthur! Acompanho ele desde 2012 e já li quase todos os artigos.

    1. Valeu, Mateus! 🙂

  2. Aliás, particularmente eu acho que se você conseguir levar seus leitores a pensar e, eventualmente, a mudarem sua opinião sobre algum assunto, pode-se dizer que o blog já está cumprindo seu principal objetivo.

    1. Concordo com o Fola nisso. O blog já é ótimo só por existir!

      Parabens!

    2. Obrigado, Gerson. Mas preparem-se: em breve haverá novidades. 😉

  3. Agora eu fiquei curioso, por que três artigos foram deletados?

    Bom, meus parabéns e o meu muito obrigado pelo deleite dos textos ao longo dos anos. Acho que o que mais tenho a agradecer deste blog foram os momentos em que eu pude pensar “puta que pariu, pelo menos alguém que raciocina neste mundo”.

    Abraços!

    1. Um dos artigos foi deletado porque foi uma tentativa cômica péssima e os outros dois porque continham informações pessoais (minhas) que poderiam expor terceiros a riscos (sendo muito paranóico e cuidadoso).

      Grato pelo elogio e pela companhia, Dandi. 🙂

  4. Abandone completamente a premissa de promover racionalidade e transforme esse blog em um depósito de selfies. Sugiro começar tirando fotos nas cataratas do Iguaçu. Não é só por eu ser de lá, mas a vista é linda demais.

    Hoje meu professor, um senhor de mais de sessenta anos, disse que acha que todos nascemos bissexuais, e só mais tarde aprendemos a ser hétero ou bi ou homo ou “trans… sei lá o que” pra valer. Uma visão até que moderninha pra um homem tão velho! Mas ele acha um absurdo que ensina-se a aceitar diversidade para as crianças, porque isso pode influenciá-las a ser gay, e isso é indesejável. Não entendi como ele pode ter essas duas opiniões ao mesmo tempo. Isso que ele disse que não segue religião. Foi obrigado a ser católico na infância mas hoje não é mais.

    Ele é um cara bacana.

    Seja como ele, um professor que expressa opiniões polêmicas. Só falta ser professor pra você. Meio caminho andado.

    1. Aliás, imagino que ia ser ótimo você na carreira acadêmica. Cada jogo político imbecil, cada ineficiência grotesca e cada elitismo desconectado da realidade com que se deparasse ia render dezenas de posts furiosos nesse blog. E alguns iam te admirar por falar o que todos pensam, enquanto muitos iam te achar um babaca arrogante que não sabe jogar pelas regras do jogo. Muitos alunos iam te admirar e você ia influenciar muitos alunos. E a vida no campus é bem apropriada para um maconheiro! (nota pra quem ler isso: é uma piada. Não sabemos se o Arthur dá um tapa na pantera. Ele não se manifesta. Só acredita-se que sim).

    2. HAHAHAHA!!! Vamos por partes, Elvis:

      Primeiro, o blog vai mesmo sofrer uma mudança, mas Deus me livre de encher isso aqui de selfies. 😛

      Segundo, eu já fui professor. Desisti da carreira porque não acredito mais em lecionar inutilidades.

      Terceiro, eu defendo a legalização de todas as drogas. Se isso se devesse ao uso, eu não teria como escrever no blog. 😮 Mas de fato eu nunca disse nem que sim, nem que não. 😉

      Valeu!

    3. Segundo, eu já fui professor. Desisti da carreira porque não acredito mais em lecionar inutilidades.

      Precisamente o tipo de opinião polêmica que você tinha que expressar aqui na UFSC. De preferência, você tinha que ser professor de humanas, é mais apropriado para um contrarianista, mas tem uns poucos profs na engenharia que são ou ultra comunistas ou ultra anti comunistas. Sinta-se livre.

      Falando sério, você lecionou em faculdade, ensino fundamental, ou o que?

      Quando é seu aniversário? Vou organizar um crowd sourcing com os leitores que sempre comentam para te comprarmos um pau de selfie.

    4. Dei aula no ensino médio e em nível de pós-graduação (especialização).

  5. Vai ter bolo? Guarda um pedaço pra mim.

    1. Vai ter bolo de bisteca com 39 ovos fritos na banha de porco e brigadeiro de coraçãozinho de galinha. Depois dos parabéns vamos gritar “Discurso! Discurso!” e o Arthur vai ler o manifesto do partido iluminista nas próximas 12 horas. O PT e a Dilma vão tentar suprimir a festa boicotando o direito do cidadão de bem se drogar e se armar, e as olavetes vão anunciar os gayzistas de serem opressores enquanto o Arthur messiânico professa o caminho do meio e as Quatro Verdades. Um engraçadinho vai colocar funk carioca alto no salão de festa e o vizinho do apartamento térreo vai ficar puto. O Arthur vai dizer a ele “eu te disse! eu te disse!”. Um casalzinho vai tentar transar no banheiro e o Arthur vai exigir protocolo em cartório de ambos dizendo que o sexo é consensual.

    2. Numa rodinha uma menina vai dizendo “eu adoro Titanic”, e alguém vai comentar que a protagonista era feminista, e que o filme é uma alegoria sobre o machismo na sociedade atual. O Arthur vai rir como uma hiena (afinal não existe feminista em navio que está afundando).

    3. Haahhahaha!

    4. Meeeeeeu Deeeeeeus! 😮 Taí a prova de que blogueiro se expõe demais! Vou deletar o blog!!!! 😮

  6. Arthur, sou suspeito pra falar.
    Ja te falei várias vezes o quanto eu curto seu blog.
    Em relação ao seu blog duas coisas em especial me marcaram.
    Uma foi quando eu fiz uma crítica e você escreveu um post direcionado a minha pessoa. Achei muito cortes de sua parte e fiquei muito surpreso positivamente.

    A segunda foi quando vc me abriu os olhos sobre a esquerda e a direita. Vira e mexe procuro no google um texto seu que você faz um comparativo com a esquerda e uma espécie de animal, nao lembro agora, cupim, sei lá, e fazes o mesmo comparativo com a direita, e outra especie.. Aquele texto me fez entender melhor o que é esquerda e direita. Nunca fui muito politizado e teu blog sempre me ajudou muito a perceber coisas que não percebia. Como a situação da política brasileira, as coisas que andam rolando, a real intenção da esquerda, etc .

    Trabalho com informática e já mandei o link do teu blog muitas vezes pras minhas amigas lerem tua opinião sobre alguns assuntos.

    Admiro muito a sua coragem em dizer as coisas que dizes, e agradeço por muitas vezes abrir meus olhos pra muitas coisas.

    É óbvio que tem coisas que vc escreve e acho um absurdo, mas aí é que tá a graça não é? Provocar o pensamento !

    Grande abraço e parabéns pelos seis anos.

    Robson / SJCampos

    1. Valeu, Robson! 🙂 E não some! (Aliás, eu não tenho nenhum Robson adicionado no Facebook. Tá esperando o quê?) 😉

  7. Parabéns ao Pensar Não Dói. Vinda longa e próspera!

    1. Obrigado, Romacof. 🙂

  8. Ê, parabéns, Arthur! Posso afirmar que por todos esses anos nós é que temos ganhado um presente em cada post seu. Já acompanho o blog quase desde o começo, nunca consegui largar. Aproveito a ocasião para, mais uma vez, dizer que sou muito grato por toda influência positiva que causou em mim. Apesar de ultimamente a minhas opiniões divergirem bastante das suas continuo o admirando e respeitando muito. Espero que ainda venham muitos anos de blog e muito mais debates profícuos.
    Grande abraço!

    1. Valeu, Victor. 🙂 Espero que a gente não divirja sobre o valor de uma mente iluminista! 😉

  9. Parabens Arthur! Eu falo pouco mas to sempre visitando aqui! Abraço!

    1. Um dos nicks mais misteriosos do blog, assim como o Sr. Destino e o Mangalarga. 😛 Obrigado!

    2. Eu não sou tão misterioso. Feliz aniversario de blog;

    3. Valeu, Destino! 😉

    4. Vocês aí com nicknames malucos, me adicionem lá no Facebook, pô.

  10. Praticamente não uso o facebook. Mas estou levando seu blog para o mundo. Em um certo órgão público do Brasil, todos os estagiários são obrigados a ler, no meio da prova de seleção, um dos seus artigos, mesmo que seja só para descer o sarrafo nele. 😛

    1. HAHAHAHAHAHA!!!! Qual artigo? 🙂

  11. Em cada prova que elaboro uso um artigo diferente, então já usei quatro hahahaha

    1. Bá, fiquei megacurioso para saber quais são.

    2. Tambem queria saber. E quais as respostas mais interessantes tambem. Em outras palavras, como os jovens recebem a Revelação Arthurgolgoluquista?

    3. Será que eles me arthuram? 😛

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: