Hoje recebi pelo Facebook o compartilhamento de uma reportagem da Folha de São Paulo tão absurdamente falaciosa e abjeta que conseguiu me tirar do sério. Vamos à reportagem, depois eu volto com a segunda versão do meu artigo, já que a primeira, escrita pelo meu fígado, é impublicável.

Etanolamina

Decisão da Justiça abre precedente para charlatanismo na medicina

CLÁUDIA COLLUCCI
DE SÃO PAULO

É compreensível que doentes terminais de câncer recorram a promessas milagrosas de cura, mas é temerário quando o órgão máximo do Poder Judiciário brasileiro endosse essa busca insana e obrigue o Estado a fornecer tais “poções mágicas”.

O caso em questão é a decisão do ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), em liberar o fornecimento da fosfoetanolamina sintética, substância produzida experimentalmente na USP, mas que nunca passou por testes clínicos e muito menos tem o aval da agência reguladora (Anvisa).

A decisão foi acatada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, que antes havia suspendido liminares que autorizavam a entrega da substância. Uma das justificativas do desembargador José Renato Nalini é a de que “não se pode ignorar os relatos de pacientes que apontam melhora no quadro clínico.”

Vamos então liberar tudo o que as pessoas relatam como substâncias capazes de curar o câncer? O cogumelo do sol? O bicarbonato de sódio? O suco de babosa? A folha de graviola?

Vamos rasgar os manuais de ética em pesquisa, passar por cima de todas etapas que envolvem o desenvolvimento, a aprovação e a comercialização de um novo medicamento? Vamos fechar as agências regulatórias?

Do ponto de vista jurídico, o caso tem uma contraposição de princípios fundamentais, como bem lembrou Nalini: de um lado está o resguardo da legalidade e da segurança dos remédios, do outro a necessidade de proteção do direito à saúde.

Em relação à fosfoetanolamina, prevaleceu o direito de o paciente ter acesso a uma substância sem respaldo algum da medicina baseada em evidência. Abriu-se aí um perigoso precedente para o charlatanismo.

Estima-se que a quantia de dinheiro gasto no mundo só com o charlatanismo oncológico passe de US$ 1 bilhão.

O desejo de cura para o câncer leva muitas pessoas a procurarem tratamentos não convencionais, a retardarem ou até desistirem dos tratamentos convencionais.

Foi o que ocorreu com o empresário Steve Jobs, fundador da Apple, que retardou a cirurgia do câncer de pâncreas para aderir a um tratamento com ervas, o que teria agravado o seu quadro.

Estimativa da ASCO (American Society of Clinical Oncology) mostra que cerca de 80% dos pacientes com câncer recorrem a tratamentos alternativos. A sociedade é enfática: não há nenhum indício de que esses tratamentos contribuam para a regressão ou a cura do câncer.

Além de não contribuir para a melhora, terapias alternativas podem interferir nos resultados das terapias-padrão. Muitas dessas substâncias são metabolizadas no fígado e podem alterar a absorção de quimioterápicos, sua eficácia e a eliminação.

É verdade que há compostos com atividades antitumorais bem demonstradas em laboratório, mas existe um longo caminho para serem usados na prática clínica.

São necessários testes laboratoriais e em humanos, com diferentes tipos de tumores e cenários clínicos controlados. E os resultados comparados aos de drogas existentes. Caso sejam mais eficientes, o laboratório pede o registro às agências reguladoras. Nada disso foi feito no caso da fosfoetanolamina.

O oncologista Drauzio Varella costuma dizer: “Se um dia você ouvir que foi encontrada a cura do câncer, não leve a sério”. O problema é quando a Justiça o leva.

Fonte: Folha de São Paulo.

AGL

Voltei. Com “ASCO”, mas voltei.

A reportagem é uma peça abjeta de hipocrisia e sensacionalismo barato.

Primeiro porque esta decisão da justiça não é uma súmula vinculante. É uma decisão exatamente do tipo que se espera que a justiça profira, atuando em um momento de dúvida e impasse para garantir um bem maior – a saúde dos pacientes, que relatavam em uníssono uma melhora significativa com a utilização da fosfoetanolamina – em detrimento de um bem menor – a burocracia emperrada que não se importa se pessoas que estavam alegando melhoras sensíveis vão voltar a desenvolver uma doença que causa grande sofrimento e em geral péssimos desfechos.

Segundo porque a reportagem desrespeita e procura deslegitimar os depoimentos dos principais interessados na questão, tratando os pacientes como imbecis iludidos por uma pajelança ao invés de tratá-os como pessoas que já experimentaram a substância e relatam efeitos impossíveis de serem obtidos por efeito placebo ou qualquer tipo de wishful thinking. Um dos relatos é de uma senhora desenganada, em estado terminal, incapacitada, totalmente dependente de cuidados, que precisava tomar morfina de três em três horas, e com o uso da fosfoetanolamina voltou a ter autonomia para banhar-se, trocar de roupa e cozinhar sozinha e ficou nove dias sem tomar morfina sem sentir dor. Se este relato for verdadeiro, esta reportagem é criminosa. Se for falso, é apenas péssimo jornalismo, porque um relato assim excepcional jamais poderia deixar de ser verificado.

Terceiro porque o que mais tem por aí é charlatanismo, legal ou ilegal, e eu não vejo os mesmos atores que estão reclamando disso se pronunciarem contra as picaretagens. Homeopatia é água suja sem princípio ativo nenhum, tudo que um homeopata faz é manipular o efeito placebo, e no entanto é reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina como especialidade médica e consumida avidamente por milhões de iludidos que a defendem com unhas e dentes porque se sentem bem – mas muita gente deixa de procurar tratamentos solidamente fundamentados em ciência de boa qualidade e tem doenças agravadas porque confia na homeopatia. Diabetes tipo 2 é totalmente curável com uma dieta de baixíssimo carboidrato, e no entanto os endocrinologistas e nutricionistas recomendam uma alimentação com 60% das calorias vindas de carboidratos e até mesmo o uso de insulina, algo que o diabético tipo 2 já tem em excesso no corpo e que causa inúmeros danos metabólicos nas altas concentrações necessárias para reduzir a glicemia se não for adotada uma dieta de baixíssimo carboidrato. Cadê as manifestações de indignação contra estes absurdos que causam milhões de vítimas por parte dos mesmos que estão esbravejando por causa da garantia de fornecimento da etanolamina a um punhado de pacientes desesperados, muitos deles terminais?

Há muito mais gente defendendo os interesses dos laboratórios em ter a propriedade da patente da fosfoetanolamina “para não correr riscos financeiros de investir no desenvolvimento do medicamento e depois não recuperar seu investimento” ou o “correto segimento dos protocolos” do que gente defendendo aguerridamente a saúde dos pacientes.

Eu vejo pedidos de liminares dos pacientes desesperados para obter a substância que os está fazendo recuperar a saúde e pedidos de liminares de quem não quer mais fornecer a substância independentemente do que os pacientes estejam dizendo.

Mas onde estão as propostas de instituições de pesquisa ou de laboratórios comerciais para realizarem estudos adequados o mais rápido possível, seja para que o impasse seja desfeito de uma vez e inúmeras vidas possam ser salvas, seja para que não haja mais falsas esperanças?

E onde estão as propostas de contratos decentes de licenciamento ao dono da patente, assumindo o compromisso de produzir da fosfoetanolamina em larga escala se a substância demonstrar ter de fato propriedades terapêuticas, para acabar logo com o impasse e salvar vidas?

Tudo o que vejo é a defesa de todo o tipo de interesse menos a mitigação do sofrimento e a possível cura dos doentes.

Arthur Golgo Lucas – www.arthur.bio.br – 16/10/2015

34 thoughts on “A revolta dos que não estão nem aí

  1. Há várias páginas em inglês na internet que alguns usuários relatam algo semelhante, e eu não acho impossível que seja verdade, mas também não acredito por falta de provas: que é possível estimular e aumentar os níveis de testosterona no organismo expondo os testículos a luz solar por alguns minutos diariamente. Eu tinha encontrado um estudo do início da década de quarenta, e por ser tão antigo é difícil dar qualquer credibilidade.
    “When researchers gave doses of ultraviolet to subjects in Boston, USA, they found that a course of five doses, of increasing duration, each of them sufficient to produce slight reddening of the skin, could double the male hormone output. [Myerson, A., and Neustadt, R., ‘Influence of Ultraviolet Irradiation upon Excretion of Sex Hormones In The Male’, Endocrinology: 25; 7, 1939.] …. Some increase could be achieved whichever area of skin received the irradiation, but while exposing the back produced a doubling in hormones, exposing the skin of the genitals could cause the hormone level to triple. At this dose level they also found that five treatments was the ideal number. The effect ceased increasing with further exposure. After this experiment, the rise in hormone levels took a fortnight or more to return to normal”

    Eu já tinha lido antes em sites sérios de medicina que de fato são os testículos que produzem testosterona e há uma relação entre a produção de testosterona e a vitamina D, que é produzido pelo organismo pelo contato da pele com a luz solar, então a princípio não achei tão impossível a ideia. De qualquer maneira, acredito que como nenhum médico iria pensar nessa possibilidade, medir o nível antes e pedir para homens fazerem isso e depois ver se há alguma diferença depois de alguns meses, não encontrei nenhum outro estudo.
    http://www.nutritionexpress.com/showarticle.aspx?articleid=1590

    1. Beleza, mas o que tem isso a ver com a etanolamina?

  2. Partiu fazer cuecas com leds UV.

    1. Naturismo é mais fácil, mais barato e mais seguro. 😉

  3. “tudo que um homeopata faz é manipular o efeito placebo”

    interessante, vc usa o mesmo critério com a homeopatia que a reportagem da folha usa para destruir o medicamento contra o câncer…

    efeito placebo? Humm… então pq a homeopatia é tão amplamente difundida e aceita na criação de gado na Europa? Por que está sendo cada vez mais usada no Brasil?

    http://www.cpap.embrapa.br/agencia/congressovirtual/pdf/portugues/02pt05.pdf

    http://www.cpt.com.br/cursos-bovinos-gadodeleite/artigos/manejo-homeopatico-para-gado-de-leite

    fico pensando aqui como se faz para medir o efeito placebo em animais?

    1. 1) Nã-na-ni-na-não. Não são os mesmos critérios.

      2) Pô. Largar a morfina. Ninguém lê essa parte.

      3) Só quem faz teste de homeopatia são os homeopatas. Assim como só quem quem testa astrologia são os astrólogos. Pelos mesmos motivos.

  4. Mauro,o efeito placebo (em humanos)se chama fé.

    Eu uso floral,argila,chás,babosa,própolis,garrafadas,b.o (bíblia mais oração)rs.

    A Bíblia é um livro muito interessante quando se trata de limpar energias.
    E a reza só serve para o bem,não existe reza para o mal.

    Quando criança,na campanha do RS,aprendi com as mulheres da minha família a usar a natureza como remédio,inclusive os alimentos.
    Naquele tempo não existia médico por aquelas paragens.

    Feliz,no RS,foi apontada pela ONU como uma cidade com excelente qualidade de vida.
    Por lá as pessoas envelhecem trabalhando a terra.
    E não se entopem de remédios como no resto do país.

    Sabemos que TODAS as doenças possuem controle,no início.
    E que existem muitos médicos que curam câncer com remédios alternativos,sabemos também que a indústria
    farmaceutica não quer que determinadas doenças deixem de lhes encher os cofres.

    Estou em franco processo de saída do sistema,faço minha moda,minha dieta,construo os móveis que consigo e
    uso como remédio o que penso que me fará bem.Morrer?todos iremos,mais cedo ou mais tarde.

    Uma amiga ficou internada 28 dias,e eu fiquei acompanhando,só para constatar o que realmente interessa
    para esse meio.
    Os hospitais aqui,no Ceará,não podem oferecer ao paciente um Melhoral,se não for receitado pelo médico.
    Mas podem ministrar medicamento desnecessário ou errado,sem problema.

    Sendo que enfermeiro pode fazer diagnóstico e receitar remédio,sem ter o diploma de medicina.

    Soube de um caso terrível,mas verdadeiro. Uma veterinária passou boa parte da vida cuidando de humanos,já perto da aposentadoria,foi clinicar como veterinária,e não sabia nada.
    Tive o desprazer de tê-la conhecido.E me dou por feliz por ela não ter encostado em minha gata.

    Em uma sexta-feira procurei o posto de saúde porque minha gatinha amanheceu com uns tumores que aumentavam.
    A veterinária disse que teriam de ser tirados cirurgicamente e que no posto não seria possível,que eu voltasse lá na segunda-feira.Fui para casa sem saber o que fazer,por não saber fiz o que minha intuição mandou, compressas de cloreto de magnésio todo o final de semana,e quando chegou a segunda a gatinha não tinha mais nada.

    A gatária é famosa por ser a erva dos gatos,tão famosa que é usada pela industria em TODOS os produtos indicados para felinos.

    1. Garrafada? Pulei. Eu falo de ciência.

  5. ly
    também tenho vontade de abandonar o sistema, aos poucos estou me preparando para isso, mas, confesso que ele ainda está muito embrenhado em mim, e eu nele. Quem sabe um dia! Também gosto de seguir o fluxo da natureza e minha “leve discórdia” com o Arthur sobre homeopatia já é antiga… me trato com homeopatia há muito tempo, com ótimos resultados, embora tenha sempre que se avaliar as situações e nunca ser extremista. Trabalho também bastante com magnetismo (passes e fluidoterapia à distância) e também já vivenciei uma quantidade enorme de situações positivas com seu uso. Considero a homeopatia um magnetismo em gotas, ou compridos). Em relação ao magnetismo à distância é ainda mais interessante, pois muitas das pessoas ajudadas nem sabem que estão em tratamento. Na verdade, na minha opinião (e o Arthur vai se torcer) não existe melhora nem cura sem se avaliar delicados mecanismos de ação e reação por uma prisma que abrange um tempo bem longo… bem longo, o que inclui a predisposição da pessoa de se reformular, mudar conceitos, subir um degrau…

    no mais… ótimo seu comentário.

    1. “Em relação ao magnetismo à distância é ainda mais interessante, pois muitas das pessoas ajudadas nem sabem que estão em tratamento.”

      HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA! Essa então, foi de doer!Tratamento de saúde por telepatia?

      É pra acabar, mesmo… e depois reclamam porque não são levados a sério…

  6. Usar homeopatia para tratar dor de barriga, unha encravada e espinhela caída é mole. Vou acreditar na homeopatia quando alguém conseguir tratar uma doença realmente séria com ela (AIDS, câncer, leucemia, meningite, etc).

  7. então os governos europeus e a embrapa, no Brasil, são comandados por homeopatas?

    e os critérios de querer ver só o que interessa são os mesmos, sim…

    1. Artigo científico peer reviewed publicado em periódico internacional de renome, please.

  8. Garrafada de babosa,eu tomei e funcionou que foi uma beleza.
    Tenho os exames para provar.
    Muitos remédios naturais não são levados a sério porque são baratos.

    A argila verde ou medicinal,é conhecida como um fabuloso antiinflamatório,especialmente para quem não pode ingerir
    comprimidos.Tenho uma experiência de 25 anos com ela.

    O cloreto de magnésio P.A também me curou de uma dor terrível no braço.Tomei cento e cinquenta capsulas de 500 mg.Na metade do primeiro frasco a dor já tinha sumido,em 7 anos nunca mais voltou.

    A aguardente alemã,ou tintura de jalapa. todos devem ter em casa,eu uso duas vezes por semana para o coração.

    O extrato de própolis,não falta em minha farmácia.

    E casca de banana,a parte interna da casca,tira a dor daquela verruga plantar chamada olho de peixe,basta esfregar na parte afetada.

    Curei a patinha da minha gata com mastruz com leite,para beber,e o mastruz machucado foi usado no lugar que estava quebrado,como emplasto,20 dias e ela já estava boa.

    Eu uso água sanitária em queimadura superficial,faz uns 30 anos.Afirmo sem medo que ela tira a dor e impede a formação de bolha.Mas só pode ser usada em queimaduras que não façam feridas na hora.E a pessoa não pode ser alérgica ao cloro.

    Bicabornato de sódio é excelente para problemas de estômago e afta.Qualquer sal de fruta tem bicabornato.

    São tantas coisas que se pode usar e que os médicos NÃO RECEITAM.

    Tudo que indiquei aqui eu já uso faz tempo.

    Inclusive o vinagre de maçã no lugar do Somalgin cardio,que nada mais é do que aspirina tamponada.

    1. Eu também já tomei garrafada e fez efeito. Fiquei com um baita galo na cabeça.

  9. Legal alguém criticar a “garrafada” alegando ela não ser ciência, a Ciência virou o Deus moderno, se ela não provou, então não existe. Moro no interior do Paraná e o que eu já vi de conhecidos com tumores aparentes desenganados por médicos que estão vivendo 2 3 5 10 anos a mais da expectativa científica, com a maioria dos casos sendo “rediagnosticados” como não tendo mais câncer não dá pra contar todos. Mas acho que eles deveriam pegar câncer de novo, e tratar com quimio e rádio, já que são comprovadas cientificamentes, portanto existem.

    1. E não é ciência mesmo. Mas ninguém disse que algo não existe porque a ciência não provou.

  10. vc defende os “fatos” a favor da fosfoetanolamina… mas não os fatos (que levaram governos europeus a adotar a homeopatia na agropecuária) sobre a a homeopatia…

    continua na zona de conforto só querendo ver o que interessa.

    1. Porque vai uma longa diferença tanto na intensidade dos efeitos relatados quanto na plasibilidade da explicação fisiológica.

      A homeopatia viola vários dos Critérios de Hill, especialmente o quinto e o sexto: https://pt.wikipedia.org/wiki/Crit%C3%A9rios_de_Hill

      Já a etanolamina é um composto naturalmente presente no organismo humano, não viola os Critérios de Hill e atende em especial o quinto e o sexto.

  11. Caro amigo,você pode PROVAR, com a ciência, que tudo que eu citei não passa de placebo ou de crendice?

    1. O ônus da prova é de quem alega.

  12. mas a etanolamina não tem nenhum artigo científico peer reviewed publicado em periódico internacional de renome… estranho né…

    1. Ainda. Mas satisfaz os Critérios de Hill, coisa que a homeopatia não faz.

  13. 2
    mas a etanolamina não tem nenhum artigo científico peer reviewed publicado em periódico internacional de renome… estranho né…

    1. Lê a resposta que dei para o Camargo acima.

  14. Por que governos europeus estimulam cada vez mais o uso da homeopatia na agropecuária?

    1. Editei tua postagem para não ficar repetida.

      Vou responder com uma pergunta.

      Por que os governos estimulam o consumo de carros particulares com incentivos fiscais?

  15. isso é fugir de responder

  16. Homeopatia é como religião: você pode argumentar, pode apontar estudos científicos mostrando que ela não funciona, mas quem acredita nela nunca perde a “fé”. Parece até os petistas defendendo o Lula, o Genoino e o José Dirceu, ou os comunas dizendo “deturparam Marx”. 🙂

  17. Fola, talvez fosse interessante estudar um pouco sobre “fé” além dos círculos das concepções religiosas. Muitos, muitos médicos e instituições de saúde estão fazendo isso. As somatizações são psicossomáticas, mas o que pode ser medida nelas são as manifestações físicas, somáticas; as origens psicológicas, a psique, não tem como medir, mensurar, catalogar, restringir, mesmo assim a comunidade científica entende que ela existe. Nem tudo que interage com o ser humano pode ser medido com régua, balança e esquadro.

    a zona de conforto é um entrave para a ciência.

  18. Como o Mauro disse,nossas zonas de conforto são nossas amadas catrevagens.

    Cultivamos carinhosamente idéias obsoletas que esquecemos aqueles lugares onde nossa ignorância nos impede de ir.

    Confesso que tenho uma ignorância monumental,até outro dia eu desconhecia que podia dourar carne sem necessitar de gordura para tal.

    Todos os dias aprendo e apreendo coisas,e todos os dias me surpreendo com as coisas que deveria saber e que não sei.

    Somos seres inacabados,estamos em eterna construção,só isso faz de nós criaturas unicas neste planeta.

    A ciência não tem provas absolutas de que uma coisa é real até que esta coisa seja constatada como tal,como no caso da Dipirona,Camomila,Copaíba,Funcho…todas plantas medicinais,e remédios.

  19. Funcionamento da homeopatia em poucos passos:
    1 – Vá ao mercadinho perto de sua casa e compre uma caixinha de Tic Tac
    2 – Retire o rótulo
    3 – Acredite freneticamente que se trata de remédio
    4 – Consuma como se não houvesse amanhã (repita passos 1 a 3 sempre que necessário)
    5 – ?????
    6 – CURA!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *