Eu não sei, você não sabe e se foi o caso ninguém jamais saberá. Mas é possível e foi muito conveniente para uma grande quantidade de corruptos poderosos. Como é que esse otário se mete num teco-teco? Teori Zavascki tinha a Lava-Jato nas mãos, não podia ter dado um mole desses. Ou vocês acham que não existe assassinato político no Brasil? Que só o que se assassina aqui são reputações?

Vou repetir para ter certeza de que você entendeu: eu não sei, você não sabe se foi o caso ninguém jamais saberá. Haverá luto oficial. O mandante, se houver, vai discursar sobre como o ministro Teori Zavascki era honesto, íntegro, capaz, defensor da democracia e do Estado de direito. Seus colegas do STF farão loas ao falecido independentemente de sua real opinião sobre ele. Os peritos serão “sutilmente” lembrados do caso Celso Daniel e vão dar um laudo de que o avião em que estava o Teori Zavascki sofreu uma pane mecânica, teve uma dor de barriga ou foi atingido por um disco voador, e a grande mídia inteira dirá “amém”, enquanto inúmeros corruptos dirão “aleluia”.

Jamais saberemos a verdade. Que até pode ter sido, sim, uma falha mecânica. Mas também pode ter sido um assassinato político. Você é perito em acidentes aeronáuticos e está lá para analisar? Não, né? Pois bem, quero apenas que você tenha bem claro em mente que a história oficial é previsível, mas não necessariamente realista, e que deve haver muita coisa que juramos que foi de um jeito e que na verdade foi de outro jeito. Ou não.

Arthur Golgo Lucas – www.arthur.bio.br – 19/01/2017

Atualização dia 20/01/2017: dados interessantes surgiram.

8 thoughts on “Teori Zavascki foi assassinado?

  1. elisealexli

    19/01/2017 — 19:39

    1) os vencedores contam a história;
    2) se a versão é melhor que a verdade, publique-se a versão

    1. Certo e certo. Sempre lembrando que eu não afirmei nada sobre a morte dele. Meu foco é a dúvida e a desconfiança.

  2. Lembro de um episódio de “CSI” em que tudo parecia encaminhar-se para um assassinato quando, na verdade, se percebeu que foi uma série de coincidências ruins que ocasionaram o acidente.

    Nesse caso, se for realmente um atentado, saberemos disso.

    1. Sabemos que o caso Celso Daniel foi um homicídio político. Sabemos que o PT votou contra as investigações e que o PSDB deslocou um detento para uma penitenciária dominada por uma facção rival, onde ele foi trucidado nos dias seguintes. Mas alguém foi condenado? Não. A tramóia foi esclarecida? Não. Ficamos sabendo o que de fato ocorreu? Não. Sobrou alguém vivo para contar a história? Não.

  3. BRUNO FERREIRA PORTO

    23/01/2017 — 14:16

    Aquilo não era um “teco teco”…. O O King air não tem esse nome a toa – é uma das aeronaves não comerciais mais fodas e seguras que existem. Melhor que isso só um jato mas o custo de fretamento é muito maior.

    1. Eu sei que a aeronave é segura. O problema é que é uma aeronave para meia dúzia de passageiros. Beeeeem mais fácil de sabotar ou de acontecer algum acidente que um avião grande.

  4. BRUNO FERREIRA PORTO

    26/01/2017 — 08:27

    Nada… foi cagada do piloto mesmo – excesso de confiança. Visibilidade terrível com teto a 60m de altitude (o teto é a base das nuvens). Devia estar distraído/irritado com os procedimentos (terceira tentativa de pouso) e entrou na água pois estava voando as cegas.

    Eu mesmo já derrubei incontáveis king airs e outros em simuladores de voo tentando a mesma coisa – – voando com instrumentos e condição de baixa visibilidade.

    Da até pra eu pegar um C-90, baixar as condições climáticas daquele dia e reproduzir o acidente. Fiz isso com o acidente do chapecoense.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: