Eu estou disposto a discutir política e economia em tese SE E SOMENTE SE se tratar de políticas simultaneamente centristas, liberais e solidárias. E eu estou disposto a discutir política e economia em concreto de países reais, fazendo avaliações com base em fatos verificáveis. Fora isso, nada.

Não quero, no meu espaço, defesas de porcarias que já foram testadas dezenas de vezes e sempre resultaram em degradação moral, miséria econômica e opressão política. (Como qualquer coisa de esquerda ou totalitária.)

Não quero, no meu espaço, defesas de porcarias que nunca foram testadas nem sequer em pequena escala e que são apresentadas como se fossem a solução para a humanidade. (Como anarco-capitalismo ou qualquer coisa anarquista.)

Quem também quiser, no seu espaço, que eu não defenda a minha linha de pensamento – que fica entre ordoliberal e social-liberal – só precisa me avisar e eu me absterei totalmente de fazer qualquer comentário quando ler alguma de suas postagens sobre política ou economia.

Por que isso?

Porque eu passei mais de três décadas discutindo os mais variados assuntos com literalmente dezenas de milhares de pessoas e sobram dedos em uma mão para contar o número de pessoas que eu já vi mudarem de idéia por mais que eu tenha gasto horas, dias, semanas, meses ou anos explicando alguma coisa.

Eu já tentei de tudo. Mudei o tom. Mudei o modo de explanar. Mudei a abordagem. Mudei tudo o que podia mudar, menos a firme decisão de ser intelectualmente honesto e coerente.

Não fez, não faz e finalmente percebi que não fará jamais diferença alguma explicar o que quer que seja deste ou daquele modo, demonstrar algo detalhadamente e de modo impecavelmente lógico, mostrar inúmeros exemplos, apontar as mais gritantes contradições, dar nó em pingo d’água.

Salvo raras e honrosas exceções, ninguém muda de opinião, mesmo nos casos em que fica absolutamente evidente que sua opinião é obviamente incompatível com os fatos, ilógica, irracional, indefensável e insustentável.

Então, para que discutir política e economia com quem tem uma ideologia divergente?

Minha decisão

Da política e da economia dependem nossa segurança, nosso bem estar e a própria manutenção da vida na Terra. Portanto, nunca vou deixar de me interessar por discutir política e economia. Porém, sem tentar fazer o que já sei ser impossível.

Pelo bem da minha saúde e do meu bem estar físico, mental e social, vou assumir uma estratégia cooperativa no meu blog e na minha timeline do Facebok: só vou discutir política com quem quiser discutir como avançar políticas simultaneamente centristas, liberais e solidárias.

Arthur Golgo Lucas – www.arthur.bio.br – 03/07/2017

4 thoughts on “Quer discutir política e economia comigo?

  1. The use of Weapons da série Culture do Iain M. Banks:

    “Most people are not prepared to have their minds changed… I strongly suspect the things people believe in are usually just what they instinctively feel is right; the excuses, the justifications, the things you’re supposed to argue about, come later. They’re the least important part of the belief. That’s why you can destroy them, win an argument, prove the other person wrong, and still they believe what they did in the first place. You’ve attacked the wrong thing. The only thing you can do is agree to disagree. Or fight.”

    1. A maior parte dos macacos falantes é assim. Estou em busca das raras e honrosas exceções.

  2. A primeira vista, essa parece uma decisão muito radical. Mas é compreensível que você queira se afastar dos defensores de certas ideologias “tóxicas”. Não consigo entender por que algumas pessoas teimam em defender ideologias sem pé nem cabeça que evidentemente só trarão sofrimento onde quer que sejam postas em prática.

    1. Cansei de malhar ferro frio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *