Você conhece aquelas famosas frases que dizem que “o preço da liberdade é a eterna vigilância” e que “si vis pacem, para bellum” (“se queres a paz, prepara-te para a guerra”)? Ontem eu caí em uma armadilha maldosa que me fez recordar de ambas e apreciar sua terrível sabedoria.

Lula, o chefe da quadrilha criminosa que saqueou o Brasil por treze anos, foi condenado a nove anos e meio de prisão ontem. Como todo brasileiro decente, eu comemorei. Feliz com a notícia, eu a compartilhei no maior grupo de Esperanto do Facebook. E, quando você estiver lendo este artigo, eu já deverei ter sido expulso do grupo, sem poder explicar o que acontceu aos mais de vnte e dois mil membros.

Logo depois que eu postei a notícia, um sujeito me perguntou por que eu “acho” que Lula é um criminoso. Como resposta eu postei o link para a sentença condenatória. Obviamente, a sentença está em português. O sujeito me perguntou, em Esperanto, se havia versão em Esperanto. Eu disse que não, mas que todo brasileiro minimamente sagaz sabe muito bem que Lula é um criminoso.

O sujeito fez de conta que não sabia de nada e pediu explicações. Ao mesmo tempo, chamou um “amigo”. O “amigo” já entrou no tópico me ofendendo, falando palavrões, fazendo aquela baixaria normal que todo esquerdista militante faz o tempo todo, porque isso é a vida deles. Enquanto isso, o interlocutor original fazia deboches.

Logo que eu percebi que eram dois esquerdistas, eu decidi não discutir. Porém, como os dois estavam avacalhando o tópico, eu postei algumas explicações para terceiros. No meio da enxurrada de lixo e ofensas que me lançavam, eu descobri que ambos falavam português. E o interlocutor original havia dito textualmente que não falava português… Só que, depois de dar uma olhada no perfil dele, eu descobri que o cara tinha até feito campanha para o Freixo.

O que eu tinha em mãos? Um canalha que estava mentindo que não entendia o que eu dizia e outro canalha que estava ali só para me ofender. E eu caí na armadilha – fiquei irritado e xinguei de volta.

Logo a seguir, um terceiro canalha chamou um moderador e pediu a minha expulsão do grupo – só a minha – por ter usado de linguajar inadequado e “discurso de ódio”. Só que “discurso de ódio”, como todo mundo sabe muito bem, é o típico vocabulário pervertido que os equerdistas usam para se identificar para os outros membros da quadrilha. Então, fui conferir o perfil do sujeito – e lá estava um monte de propaganda do Lula.

Quem iria tomar a decisão, obviamente, era o moderador. Então, fui olhar o perfil do moderador chamado – e lá estava um grande símbolo da foice com o martelo.

Como você pode imaginar, num contexto assim não existe a menor possibilidade de diálogo ou de justiça. Um canalha mentiu para mim, outro canalha debochou de mim, outro canalha pediu minha expulsão e certamente outro canalha me expulsará – porque é assim que a esquerda age. NINGUÉM da esquerda é decente. É um bando de canalhas com sede de poder e qualquer espaço tem que ser ocupado e dominado, com quem os critica sendo silenciado à força, fazendo entretanto parecer para os otários que há um justo motivo para suas ações. E há um bando de otários que acredita ou convenientemente finge acreditar que há justificativas para as indecências e os crimes da esquerda.

Nós estamos em uma guerra permanente. Estes pervertidos e os otários que caem nas suas mentiras são uma ameaça constante, incansável, que aproveita qualquer instante, qualquer chance, qualquer descuido para causar o maior mal possível contra quem não os apoia.

Se não houvesse tanta gente estúpida, alienada e iludida no mundo, estes criminosos abjetos não teriam chance alguma de sequestrar e massacrar povos inteiros como fazem em todos os lugares em que podem fazer. Não existe um único país no mundo que eles tenham dominado e no qual eles não tenham promovido degradação moral, miséria econômica e opressão política, normalmente após serem eleitos explorando a estupidez e a ganância de quem acha que vai se dar bem votando em quem põe a culpa de todos os males do mundo em quem tem sucesso e promete benesses com o chapéu alheio.

Eu fui expulso de um grupo de Facebook que eu gostava. O povo da Coréia do Norte é massacrado e trabalha de domingo a domingo em campos de concentração. O povo de Cuba vive uma ditadura que fuzilava no paredão quem queria sair de lá. O povo da Venezuela vive a pior crise econômica da história do país, com a fome tomando conta do país, milhares de pessoas comendo lixo para sobreviver e guerrilhas assassinas armadas pela ditadura para matar os opositores. Mas você não vê uma única voz da esquerda falando de modo firme, claro e contundente contra estas atrocidades, dizendo que estes criminosos precisam ser apeados do poder, julgados, condenados por crimes contra a humanidade e encarcerados. Nem verá nenhum esquerdista condenando a sacanagem que me aprontaram. A canalhice e a maldade imperam em todos os níveis entre eles.

Você vê, entretanto, canalhas discursando contra a “opressão da mulher” no Brasil enquanto se calam sobre a opressão da mulher nos países islâmicos, canalhas se queixando contra a “homofobia” no Brasil enquanto apoiam a ditadura do tirano que acusou seu adversário de “maricona” na Venezuela, canalhas acusando o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal a Polícia Federal e o Ministério Público Federal de “golpistas” e que no entanto tentaram impedir o funcionamento do Senado Federal à força.

Estes canalhas querem escravizar você. Foi isso que eles fizeram com os povos que eu citei acima. Foi isso que eles tentaram fazer e que foi felizmente abortado no Brasil. Foi isso que eles fizeram num simples grupinho de facebook quando puderam. A essência deles é má, perversa, mentirosa, nada do que eles falam pode ser levado a sério ou respeitado. Eles representam uma ameaça constante que precisa ser combatida a cada minuto pelo resto de nossas vidas. É horrível isso? É. Mas você não tem escolha.

Ou você entende isso e fica alerta, luta para conscientizar mais pessoas, participa de um movimento de higienização da política, removendo pelo voto estes canalhas perigosos de nossas vidas, ou mais hora, menos hora, a degradação moral, a conflagração social e a criminalidade vão subir tanto que se tornará impossível viver com a mínima segurança não interessa onde você viva, o caos vai imperar e os canalhas vão enganar de novo milhões de iludidos e voltar ao poder, com sede de vingança, e você será o alvo.

Arthur Golgo Lucas – www.arthur.bio.br – 13/07/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *