Eu tenho ganas de esganar estes frescos que se apresentam como jornalistas mas não conseguem dar uma única notícia como ela realmente é.

Tenha santa paciência, quem a estas alturas do campeonato – a não ser os criminosos e criminófilos que o apoiam – ainda pode chamar Nicolás Maduro de “presidente” ao invés do que ele realmente é, ou seja, ditador, tirano e criminoso?

Que palhaçada é essa de “respeitar o cargo” de alguém que obviamente não respeita o cargo? Que inversão de valores cretina é essa de evitar chamar um óbvio criminoso de criminoso? Precisam todos de mil fru-frus e trique-triques para dizer obliquamente aquilo que está escancarado para qualquer um ver? De onde vem tanta covardia? Estão todos com receio de ofender quem não tem receio de mentir, violar a lei, matar o povo de fome, armar milícias para cometer assassinatos e dominar um país através do terror?

Será que não tem mais um único Homem no jornalismo? Que o “politicamente correto” dos pervertidos transformou a todos em vermes incapazes de opinar com firmeza e efetividade? Que estão tão confusos ou se tornaram tão depravados que não sabem mais distinguir “neutralidade entre o partido A e o partido B” de “neutralidade perante a lei e o crime”? Que maldita porcaria está se passando na cabeça desta gente que não são mais capazes de diferenciar entre “ter opinião diferente” e “cometer crimes”?

Nicolás Maduro não é “o presidente da Venezuela”, é um golpista, um canalha, um criminoso, um assassino, um ditador, um tirano. Não é difícil ver o óbvio, não é difícil dizer aquilo que todos que estão minimamente informados sabem, não é difícil saber que a verdade precisa ser dita claramente e não mascarada.

A imprensa brasileira presta um desserviço imenso à democracia e ao entendimento do mundo por parte de nosso povo ao sonegar a informação clara e objetiva sobre a quadrilha criminosa que domina a Venezuela através da mentira, da usurpação institucional, da violência e do terror. E este é apenas um exemplo grave entre muitos outros que demonstram a existência de um padrão de péssimo jornalismo que precisa ser modificado.

Parem de maquiar a realidade usando um vocabulário que não representa a verdade, jornalistas! Abandonem a novilíngua. Rasguem essa cartilha pervertida. Parem de ser frescos e de colaborar com o mal através dessa omissão abjeta de qualquer posicionamento moral. Não sejam poltrões. Informem a verdade como ela de fato é, com honestidade intelectual, com coragem e com clareza!

Arthur Golgo Lucas – www.arthur.bio.br – 31/07/2017

13 thoughts on “Por que tanto medo de dizer a verdade como ela é?

  1. Essa história de chamar ditadores de “presidentes”, de “reis” (como no caso do ditador da Arábia Saudita) ou de qualquer coisa que não seja ditador ou tirano também é algo que me enche a paciência. O problema, eu acho, é que nenhum jornalista quer ser o “encrenqueiro da redação” e bater de frente com seus superiores hierárquicos. É mais fácil se acomodar e seguir o script do que ousar, ter coragem e chamar as coisas do que realmente são.

    Quanto ao Maduro, bem… esse já está podre faz bastante tempo. E enquanto ele massacra seu povo, os esquerdistas daqui do Brasil, aqueles mesmos que diziam que não ia ter “golpe” e que pedem “mais amor por favor” continuam apoiando seus ditadores de estimação. Eu me pergunto, se lá é tão bom (de acordo com os esquerdistas) por que eles não vão morar lá? Eu iria morar sem nenhum problema nos países cujo sistema político e econômico eu elogio, como Austrália, Nova Zelândia ou países nórdicos.

    1. Cada um deles pensa que, no regime de tirania que eles defendem, seria um dos beneficiados pela tirania. É por isso que vemos expurgos entre eles toda vez que um deles conquista o poder. Simplesmente não é possível todo mundo ser cacique, e, onde o cacicado é criminoso, os índios acabam no gulag.

  2. Nem tudo está perdido, aparentemente.

    Hoje encontrei duas matérias chamando Maduro de “ditador”.

    Como Nicolás Maduro foi de motorista de ônibus a ditador da Venezuela – http://www.gazetadopovo.com.br/ideias/como-nicolas-maduro-foi-de-motorista-de-onibus-a-ditador-da-venezuela-aenet5yar0jqm9uaatatjlqfd

    E também essa notícia da revista Veja, desmentindo um boato que começou a se espalhar na internet nesses últimos dias, que dizia que a Venezuela estaria em um processo de “comunização definitiva”, com abolição da propriedade privada, proibição de práticas religiosas e tudo o mais. (Isso não está acontecendo. Pelo menos, não ainda.)

    Venezuela vive ditadura, mas não “comunização definitiva”-
    http://veja.abril.com.br/blog/me-engana-que-eu-posto/venezuela-vive-ditadura-e-nao-comunizacao-definitiva/
    Neste texo, a Veja deixa bem claro que “o fato de não ter havido a tal ‘comunização definitiva’ da Venezuela não significa, contudo, que o governo Maduro não seja uma ditadura”.

    1. Não precisa seguir100% o script para ser comunista.

  3. Pedro Malazarte

    18/08/2017 — 23:53

    Não fala bobagem, aonde que existe ditadura na Venezuela coxinha? Eu prefiro Maduro do que um presidente burguês que deixa o burguês idiota passar por cima dos mais pobres. O estado precisa intervir aonde for necessário, e também para conter a ganância da burguesia maldita.

  4. Pedro Malazarte

    18/08/2017 — 23:55

    Eu gostaria que o Brasil tivesse um Maduro na presidência para colocar o burguês no seu devido lugar. Chega de ver rico ganancioso destruindo a natureza, poluindo o ar com suas indústrias e passando por cima das minorias.

  5. ^ ^ ^
    ^ ^ ^
    ^ ^ ^
    Acima, temos a prova perfeita de que jumentos falantes existem, conforme consta na Bíblia.

  6. Pedro Malazarte

    19/08/2017 — 15:05

    Sempre a mesma conversa furada de que na “Venezuela existe ditadura”. Como se o Temer não fosse um ditador depois de ter prejudicado a vida do trabalhador. Temer está mais preocupado com o bolso dos “pobres empresários” do que com o trabalhador.

  7. Escrevi um comentário três vezes, mas o blog engoliu…

    1. E não está na fila de moderação!

  8. Pedro Malazarte

    21/08/2017 — 01:23

    “Ditadura” Venezuelana. Ditadura existe é nos EUA com o Trump na presidência. E aqui temos um ditador egoísta e individualista que odeia pobre. E a direita maldita ainda vai prejudicar ainda mais o Brasil se o Bolsonazi vencer a eleição em 2018.

  9. Esses caras não cansam de passar vergonha na internet, não? Gente morrendo de fome e levando chumbo na cara na Venezuela e eles não desistem de defender o Nicolás Podre, digo, Nicolás Maduro.

    Seria tão mais simples ter a humildade de reconhecer que erraram e assumir que a Venezuela é uma ditadura…

    1. Ignora o idiota. É um troll: não mostra a cara, usa nome falso e diz asneiras monumentais. Não perde tempo com esses lixos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *