Desmascarando a repressão hipócrita da maconha

Alguém ainda acha a sério que o motivo pelo qual a maconha é proibida é porque ela faz mal à saúde? Ou porque haveria um suposto aumento no custo de financiamento do SUS? Ou porque maconha é coisa de vagabundo? Ou porque é “pecado” fumar maconha? Ou porque a legalização traria prejuízos ao país? Pfff… Continue reading “Desmascarando a repressão hipócrita da maconha”

Enquete: a maconha e o sexo

Informação versus desinformação, esta é a verdadeira batalha no terreno das drogas. Do lado da boa informação estão os ativistas pelos Direitos Humanos, os usuários conscientes, os profissionais responsáveis e os cientistas sérios que buscam descobrir e divulgar a verdade, do outro lado estão os corruptos, os indivíduos e organizações com interesses inconfessáveis, os irresponsáveis e os inocentes úteis. Esta enquete se dirige aos primeiros. Continue reading “Enquete: a maconha e o sexo”

Marcha da Maconha em Porto Alegre: show de cidadania!

A Marcha da Maconha 2009 em Porto Alegre ocorreu em maio, bem antes de eu criar o blog Pensar Não Dói. Eu fui conferir o evento e logo que cheguei em casa postei um relatório rápido no Orkut, na comunidade Direitos Humanos. Esta semana me pediram para publicar minha descrição do evento aqui no blog, é este registro que você confere abaixo. Continue reading “Marcha da Maconha em Porto Alegre: show de cidadania!”

“Mas afinal, você fuma maconha ou não fuma?”

Nos debates sobre a legalização da Cannabis sativa é muito comum o proibicionista perguntar ao defensor da legalização: “Mas afinal, você fuma maconha ou não fuma?” Isso é um pega-ratão, um ardil planejado para atacar a credibilidade do interlocutor qualquer que seja a resposta. Aprenda aqui como isso funciona e como escapar dessa cilada. Continue reading ““Mas afinal, você fuma maconha ou não fuma?””

Saúde é argumento falso para proibição da maconha (Cannabis sativa)

Um dos argumentos preferidos dos proibicionistas é que “fumar maconha faz mal à saúde, logo deve ser proibido”. Isso confere uma aparência respeitável às pretensões de controle da privacidade do indivíduo pelo Estado, uma das idéias fundamentais do fascismo. Mas será que os proibicionistas estão mesmo interessados em promover a saúde e o bem-estar alheios?

maconha 500 Continue reading “Saúde é argumento falso para proibição da maconha (Cannabis sativa)”

A Cannabis é o verdadeiro “bom-bril vegetal”: tem 1001 utilidades

A Cannabis sativa possui um imenso potencial econômico, medicinal e ambiental, podendo seu aproveitamento gerar riquezas, salvar vidas e preservar o ambiente. Reduzir o debate sobre a legalização da Cannabis sativa ao escopo da segurança é uma atitude de um reducionismo atroz que só interessa aos arautos do proibicionismo autoritário, cujo discurso moralista e repressor é em grande parte responsável pela geração da violência e da corrupção associadas ao tráfico de drogas. Continue reading “A Cannabis é o verdadeiro “bom-bril vegetal”: tem 1001 utilidades”

Por que as reportagens sobre a maconha são tão tendenciosas? (Parte 1)

Se a sua vovozinha lhe disser que “melancia de manhã é ouro, de tarde é prata e de noite mata”, você poderá acreditar nela durante toda sua infância, mas sua opinião sobre ela sofrerá um imenso abalo na adolescência, quando você assistir um amigo comer melancia à noite sem que isso faça qualquer mal a ele. Continue reading “Por que as reportagens sobre a maconha são tão tendenciosas? (Parte 1)”