Acabou o preconceito no Brasil?

O casalzinho gay estava de mãozinhas dadas na parada de ônibus. Conversavam baixinho, discretamente, alheios aos passantes. Não viram, portanto, o pequeno grupo de engravatados com Bíblias embaixo dos braços que se aproximou por suas costas. Por coincidência, beijaram-se quando o grupo chegou a menos de três metros.  Continue reading “Acabou o preconceito no Brasil?”

A prevenção da homossexualidade

A homossexualidade não é uma doença. E, não porque a homossexualidade não é uma doença, mas porque a orientação sexual é uma característica intrínseca e imutável do ser humano, não existe “cura” para a homossexualidade. Mas a homossexualidade não é uma característica desejada por pais e mães para seus futuros filhos e filhas, tanto que ninguém sequer leva em consideração a hipótese da homossexualidade ao educar seus filhos ou filhas. Se pais e mães pudessem optar por ter filhos heterossexuais ou homossexuais, e se o método para efetivar esta escolha fosse simples, seguro e barato, provavelmente a homossexualidade seria extinta da face da Terra. E talvez isso esteja bem próximo de acontecer. Continue reading “A prevenção da homossexualidade”

Biologia evolutiva dos sexos

Surgiu um papo interessante lá no blog do Dr. Plausível que começou com sobrenomes e acabou em sexo. Calma, calma, o assunto não é impróprio para menores. Trata-se de uma questão interessante de biologia evolutiva que vale a pena a gente dar uma analisada: ela explica muito do comportamento real dos indivíduos ainda hoje. Continue reading “Biologia evolutiva dos sexos”

Sexo com extraterrestres verdinhos

Este artigo poderia se chamar “Sexualidade e Direitos Humanos”, mas não teria o mesmo apelo. O fato é que as comunidades de Direitos Humanos têm sido palco de inúmeros tópicos supostamente interessados em discutir a relação entre Sexualidade e Direitos Humanos mas na prática todos eles acabaram apenas gerando conflito. Está na hora de avançar um pouco nesta temática. Continue reading “Sexo com extraterrestres verdinhos”

Sexualidade ou tara?

A sexualidade é uma característica inerente ao ser humano, bela, saudável, merecedora de atenção e cuidado, e as diferentes sexualidades merecem igual tratamento por parte da sociedade, não sendo cabíveis discriminações em função da representação numérica (ou seja, não cabe estabelecer que o que a maioria faz é mais saudável, adequado ou correto do que aquilo que é praticado somente por uma pequena fração do todo). Continue reading “Sexualidade ou tara?”