Você acha que as leis são feitas para serem cumpridas?

O cidadão honesto e ordeiro costuma ver a administração do mundo por lentes distorcidas. Ele acredita que as instituições em geral fazem aquilo que deveriam fazer, mas enfrentam alguns problemas devido a exceções como a incompetência e o crime. Wishful thinking.

Continue reading “Você acha que as leis são feitas para serem cumpridas?”

Como acabar com a epidemia de crack

Grave bem a solução: para acabar com a epidemia de crack, a coisa mais importante a fazer é acabar com o moralismo paralisante que impede que a questão seja tratada com inteligência e respeito à cidadania; depois são necessárias umas poucas ações simples que serão descritas neste artigo.  Continue reading “Como acabar com a epidemia de crack”

Notícias de Amélia

Neste final de semana de Páscoa, quando estávamos comendo peixe e ovinhos de chocolate com nossas famílias, recebi notícias de Amélia. Notícias truncadas, incompletas e pouco confiáveis, trazidas por uma amiga dela igualmente prostituta e drogada, das quais seleciono somente o que pude confirmar por alto com uma fonte que não posso revelar. 

Este artigo é baseado em fatos reais.  Continue reading “Notícias de Amélia”

Uma reflexão sobre a lei, o pecado e as drogas

No artigo sobre As Quatro Nobres Verdades segundo o professor do Dharma Rodney Downey, do Zen Coreano, a Juliana perguntou: “Arthur… o que você acha da posição do budismo com relação as drogas?”. A resposta foi bem além do escopo original, incluindo também considerações de natureza lega e ética, e ganhou corpo suficiente para compor este artigo. Continue reading “Uma reflexão sobre a lei, o pecado e as drogas”

A legislação brasileira sobre drogas é inconstitucional e viola direitos fundamentais

O texto abaixo é a reprodução de um artigo de uma juíza de direito aposentada, Maria Lúcia Karam. Apesar de eu ter descoberto sua existência hoje, o artigo dela é praticamente um resumo muito bem condensado de tudo que eu digo sobre drogas e política sobre drogas há anos. Recomendo fortemente a leitura e a utilização deste texto para respaldar tecnicamente o discurso e as atividades dos cidadãos conscientes que defendem a legalização das drogas. Continue reading “A legislação brasileira sobre drogas é inconstitucional e viola direitos fundamentais”

Ah, meu Deus, que saudade da Amélia!

Amélia, quando a conheci, era uma menina de verdade: 14 anos, alegre, falante, cheia de planos para a vida, queria ser veterinária e ter uma casa na praia, andava de vestidinho e pintava as unhas de cor-de-rosa. Hoje Amélia tem 20 anos, vive com o olhar distante, não conversa mais e seu único plano para a vida é continuar se prostituindo para fumar crack embaixo da ponte onde mora. Amélia jamais se tornou uma mulher de verdade.

Este artigo é baseado em fatos reais. Continue reading “Ah, meu Deus, que saudade da Amélia!”

Drogas: de velhas amigas a novas inimigas

As drogas – quase todas elas – são velhas conhecidas da humanidade, tendo sido utilizadas em praticamente todas as culturas, inclusive nos grandes centros da civilização ocidental, sem que isso resultasse em violência ou desagregação social. Por incrível que pareça, a paranóia proibicionista é muito recente e não tem nenhuma relação com os motivos usualmente alegados, como supostas preocupações com a saúde pública ou com a segurança pública. Continue reading “Drogas: de velhas amigas a novas inimigas”

O Grupo RBS pretende estimular o ódio e a violência?

Eu estou simplesmente pasmo devido à publicação de uma determinada carta na Coluna do Leitor do Jornal Zero Hora, do Grupo RBS, na quinta-feira 29/10/2009. O que pretende a RBS ao selecionar uma carta com este conteúdo para publicação? Aliás, o que pretende a RBS ao publicar com destaque este conteúdo? Continue reading “O Grupo RBS pretende estimular o ódio e a violência?”

O Jogo dos Sete Erros: campanha “Crack Nem Pensar” da RBS vai aumentar a violência no RS e em SC

Eu não duvido das boas intenções do Grupo RBS em promover uma campanha contra o crack, mas discordo frontalmente das diretrizes desta campanha específica. Sua fundamentação teórica é inadequada e suas propostas serão contraproducentes, isto é, vão aumentar a violência, a corrupção e outros problemas relacionados ao tráfico de drogas ao invés de ajudar a reduzi-los. Continue reading “O Jogo dos Sete Erros: campanha “Crack Nem Pensar” da RBS vai aumentar a violência no RS e em SC”